5 de julho de 2020
  • 14:08 Vídeo: Padre, em sermão, diz que quem votou em Bolsonaro tem que se confessar por eleger bandido
  • 12:23 Wassef, advogado de Bolsonaro, desesperado, promete ‘explodir todo mundo ao vivo em rede nacional’
  • 10:59 FHC manda Bolsonaro se calar e Bolsonaro, servil a FHC, vai se calar
  • 10:08 Os jornalistas da grande mídia estão para o PSDB como os bolsonaristas estão para Bolsonaro
  • 23:21 Como a Lava Jato escondeu do governo federal visita do FBI e procuradores americanos

Não há outra interpretação possível da frase criminosa de Paulo Guedes que a mídia esconde, dita por ele na reunião ministerial, “vamos perder dinheiro salvando empresas pequenininhas”.

O que, na verdade, está contido nessa frase é uma atitude criminosa de um sujeito que trata, de forma banal, as milhares de vidas perdidas, assim como faz Bolsonaro que, com suas frases disparatadas, tenta desmoralizar a dor de quem perde seus entes queridos para a Covid e as próprias vítimas da doença.

O Brasil está vendo a expansão do coronavírus em uma escalada absurda com todos os componentes do descontrole, no mesmo momento em que, no país como um todo, de forma suicida, o comércio começa a reabrir, porque o governo, vendo pequenos e médios empresários estrangulados, nega-se a socorrê-los, assim como faz com prefeitos e governadores para privilegiar os grandes empresários, mas principalmente os banqueiros.

Essa covardia tem tudo para levar o país a ultrapassar os Estados Unidos no número de infectados e mortos pelo coronavírus. Mas Guedes e Bolsonaro não se importam. Guedes se preocupa somente em salvar bancos, e Bolsonaro, como sempre, em salvar seus filhos e a si próprio.

Se nada for feito contra a monstruosidade desses dois genocidas, assistiremos no Brasil algo inimaginável.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: