5 de julho de 2020
  • 23:21 Como a Lava Jato escondeu do governo federal visita do FBI e procuradores americanos
  • 19:55 #EraMelhorComPT chega aos trending topics do Twitter
  • 15:59 Lava Jato de SP usa Serra como boi de piranha no embate com procurador-geral
  • 14:27 Covid-19: Dados do SUS revelam vítima-padrão de Bolsonaro, homem, pobre e negro
  • 12:18 Verba de combate à Covid-19 vira moeda de troca de apoio ao governo no Congresso

No Brasil, os propagadores estratégicos do surto de ódio a que assistimos nos últimos anos, Ana Paula do Vôlei, Olavo de Carvalho e Allan dos Santos andam pelos cantos do twitter se dizendo vítimas de ataques orquestrados pela esquerda nas, já manjadas, teorias conspiratórias e reclamam terem sido abandonados pelo bolsonarismo oficial.

Em alguns momentos esses três até trocaram figurinhas nas redes quando, por exemplo, Ana Paula reclama do suposto ataque, é consolada por alguns seguidores e Allan do Santos, sentindo-se enciumado, diz que ainda bem que ela é medalhonada para receber aqueles afagos, ao contrário dele que teve arma da PF apontada para a cabeça no dia em que foi desbaratado o gabinete do ódio.

Olavo de Carvalho, por sua vez, entrou em desespero quando perdeu a ação para Caetano Veloso e fez live dando faniquitos contra Bolsonaro, porque ninguém do governo apresentou armas ($) para pagar sua dívida, mostrando inclusive, que está se borrando todo com medo de perder outros processos que correm contra ele e ficar devendo para dez encarnações.

Isso não deixa de ser um fato revelador, essencial para se entender o que ocorre hoje no mundo bolsonarista que desmorona a olhos vistos em várias frentes aguardando a última gota d’água para ir ao chão.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: