7 de julho de 2020
  • 21:36 Juiz não combate o crime, juiz julga. Juiz não tem ringue, juiz tem sala de audiência
  • 19:48 Bolsonaro está com sintomas da Covid-19
  • 19:24 Globonews nunca desliga: 24 horas no ar dando noticias importantes sem importância nenhuma
  • 17:38 Empresa de ex-mulher de Frederick Wassef obteve aditivos do governo Bolsonaro
  • 16:15 Vídeo: A idiota que atacou o fiscal da Vigilância Sanitária foi demitida

Quando o comandante das Forças Armadas dos Estados Unidos, general Mark Milley, pediu desculpas publicamente por participar do circo de Trump, ele foi claro: Aqui não é aquela zona chamada Brasil em que general recebe ordens de miliciano e de seus filhos.

Aqui não se bajula quem condecora chefe do Escritório do Crime.

Papel subalterno de general de exército é coisa de República das Bananas.

Não vou me dar ao desfrute de sujar a farda do exército dos EUA para um presidente vigarista que sonha em usar as Forças Armadas para intimidar o próprio povo americano e posar de Bíblia na mão, ao lado de um Malafaia ou um Edir Macedo da vida.

Você não se chama Bolsonaro, nem eu me chamo Luiz Eduardo Ramos, Mourão, Augusto Heleno, Eduardo Pazuello ou Fernando Azevedo. Portanto, não conte comigo para usar as Forças Armadas como tropa avançada em defesa de um gabinete do ódio qualquer em que um marginal como Allan dos Santos é tratado como autoridade máxima do país.

Não venha tratar um general dos EUA como Bolsonaro trata um general bananeiro que aceita viver de bajulação da escumalha do Vivendas da Barra.

EUA não é Rio da Pedras e Carluxo não manda em mim.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

3 COMMENTS

  1. Hedy Guerrieri Posted on 13 de junho de 2020 at 10:55

    acho que não… os bajuladores e o uso das FFAA deles estão em “outro nível”, num outro estamento, onde o gangsterismo corporativo quer chancelar o mundo todo… claro que esse milico estadunidense se presta, sim, a “convalidar” as guerras de conquista, mais ou menos alcunhadas de “cruzada pela libertação dos povos”….

    Reply
  2. Pingback: O que o general disse a Trump foi: EUA não é Rio da Pedras, não me chamo Ramos e Carluxo não manda em mim – Antropofagista | THE DARK SIDE OF THE MOON...
  3. José Carlos Barreiros Posted on 13 de junho de 2020 at 22:31

    Que matéria confusa. Falta ordem e sequência. Não consigo confiar. Vou buscar no original. Desculpem.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: