10 de julho de 2020
  • 21:14 Bolsonaro é mito mesmo; o cara conseguiu arrumar um juiz que soltasse uma foragida
  • 18:47 Pega fogo cabaré: Toffoli ordena que Lava Jato compartilhe todos os dados com a PGR
  • 17:46 Juiz, a quem Bolsonaro prometeu vaga no STF, manda Queiroz e mulher para casa
  • 16:29 Gabinete do ódio lavajatista: Procuradores recorreram à distribuição viciada de processos na “lava jato”
  • 14:22 Vídeo: Médico bolsonarista se recusa a parar em barreira sanitária e xinga fiscal de vagabunda e palhaça; veja vídeo

Um dos maiores erros que se comete é falar que, além dos robôs do gabinete do ódio, Bolsonaro não tem apoio de jornalistas tradicionais.

Ao contrário, Bolsonaro comprou a peso de ouro as falas de Alexandre Garcia a ponto deste deixar a Globo na qual era editor chefe para ser limpa-trilho de Bolsonaro.

O mesmo pode-se dizer da Revista Oeste que concorre com a ex-bolsonarista Crusoé de Mainardi, agora, morista.

A Oeste é formada por quatro sócios que, certamente, recebem benefícios do governo para defender, a ferro e fogo, tudo o que o chefe mandar. JR Guzzo, Augusto Nunes, Ana Paula do Vôlei e Guilherme Fiuza.

Essa gente toda se junta a Olavo de Carvalho, Joven Pan e as TVs de Silvio Santos (SBT) e a de Edir Macedo (Record).

Mas, agora, esse conjunto chapa branca está mudo desde que prenderam Queiroz na casa do advogado de Bolsonaro, que é também de Flávio e que foi também de Adriano da Nóbrega e, com certeza, de tantos outros milicianos.

Isso mostra o tamanho do estrago que a prisão de Queiroz produziu no casco do navio de Bolsonaro.

Como explicar o Queiroz sem passar pelo Flávio e, consequentemente, pelo Jair Bolsonaro?

Não há como separar um veneno do outro, nem sendo uma caricatura de jornalismo, como praticam Alexandre Garcia, Augusto Nunes, Constantino, Ana Paula do vôlei e Coppola.

Nesta quinta-feira (18) o próprio Bolsonaro se sentiu na obrigação de falar sobre Queiroz, e falou mal e porcamente, sem responder o principal, o que Queiroz estava fazendo em Atibaia na casa de Frederick Wassef, advogado de Bolsonaro e de Flávio.

E se Bolsonaro passou batido por isso, dizendo que Queiroz estava em Atibaia para tratamento de um câncer, os hospitais da região já desmentiram essa versão funesta.

Não é possível que Bolsonaro tenha dito que Queiroz estava em uma cidade a 100 km de São Paulo para fazer tratamento na capital.

E se Bolsonaro não conseguiu uma explicação minimamente plausível, ao contrário, pulou o principal, falar o que Queiroz estava fazendo na casa do seu advogado, não é esse esgoto jornalístico que o defende que tentaria tirar um argumento da cartola para explicar tudo o que rodeia Queiroz.

Então, o jeito foi todos se fazerem de mortos e fingirem que nada disso aconteceu, Queiroz não foi preso, a casa aonde estava escondido não era do advogado da família Bolsonaro e, muito menos que o advogado evaporou sem dar qualquer explicação.

Como se vê, vida de jornalismo de esgoto chapa branca não é mole.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

 

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

7 COMMENTS

  1. Pingback: Cadê Alexandre Garcia, Augusto Nunes, Constantino, Ana Paula, Coppola “explicando” o Queiroz? O esgoto emudeceu – Antropofagista | THE DARK SIDE OF THE MOON...
  2. Alexandre Nunes Posted on 20 de junho de 2020 at 06:04

    Só avisa quando tudo isso acabar.
    Vejo ventos sem critério, e um alarde do tamanho do meu saco.
    Cheio e vazio ao mesmo tempo, sem qlq chance de sair nada.

    Reply
  3. Itamar Luiz Schneider Posted on 20 de junho de 2020 at 10:41

    Eu acredito que as proximidades podem revelar conluio. Também acredito que jornalistas andam ao sabor do vento ou de ideologias mais próximas e se prestam ao serviço.
    Blogs e jornalistas, sabemos que berram e se calam, dependendo de onde vem o dinheiro. Não há inocentes, nem antes, nem agora. E o choro é livre.
    Como cidadão comum, condeno ambos.

    Reply
  4. Ana Beatriz de Noronha Posted on 20 de junho de 2020 at 12:03

    Eles se calam, como se calaram quando o Olavo de Carvalho chantageou publicamente o governo. Nem um pio, nenhuma ameaça de processo. Pelo contrário, deram dinheiro para pagar o silêncio do astrólogo e mais cargos no governo. Se calou a presidência, se calaram os jornalistas chapa branca e, vergonha maior, se calaram os militares diante do achincalhe de que foram alvo.

    Reply
  5. Adilson p dA Silva Posted on 20 de junho de 2020 at 12:19

    Estou acompanhando tudo isso como cidadão. Assim como acompanho aqui também observo o outro lado e vi e ouvi sim comentários desses jornalistas citados aqui. E não foram comentários minimizando o caso Queiroz/ Bolsonaro. Acho que nos estamos vivendo um momento muito triste da nossa história! O extremismo e o ódio tornou-se comum nos discursos de todos vocês. Isso não vai nos levar à saída desse atraso tupiniquim!! Lamentável tudo isso!

    Reply
  6. Alvanei Alessandro de Oliveira Posted on 20 de junho de 2020 at 20:33

    Extremismo, ruim para o Brasil. Qual a melhor idéia para ajudar a melhorar nosso amado país? Vamos propor algo para que isso aconteça
    Sem mimimim de qualquer lado.

    Reply
  7. Pingback: O esgoto emudeceu: Cadê Alexandre Garcia e Augusto Nunes explicando o caso Queiroz? | Ponto E
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: