8 de julho de 2020
  • 18:37 Bolsonaro é tão mentiroso que, quando não está com Covid, o povo acha que está e, quando está, o povo acha que não
  • 15:32 Juninho: Não falo com 90% da minha família por terem apoiado Bolsonaro
  • 14:10 Reuters desconfia de Bolsonaro e afirma que ele “diz ter” coronavírus
  • 12:02 Haddad: Moro não cumpriu a função de juiz, ele usou o cargo para começar sua vida pública na política
  • 10:28 Vídeo – Roda Viva: Só uma mídia tão cretina quanto Bolsonaro para apoiá-lo contra Haddad em 2018.

Basta ver quantos benefícios foram criados por Bolsonaro para fortalecer as milícias durante a pandemia.

Nem Queiroz, Flávio, Carlos ou Eduardo mandam em nada.

Há 30 anos, Bolsonaro, em parceria com a milícia, vive comandando um esquema corrupto.

Queiroz é apenas gerente  e os filhos, herdeiros dos negócios e práticas do chefe que é o pai.

Nesta sexta-feira mesmo saiu a notícia de que o miliciano Adriano da Nóbrega, morto na Bahia numa queima de arquivo, transferiu mais de R$ 400 mil para contas de Queiroz.

Como todo grande criminoso Bolsonaro é um grande mentiroso e, por isso, confunde o chefe de milícia com o cargo de presidente da República e inventa dados sobre economia, saúde, educação, etc. Isso é normal, ninguém imagina encontrar bandido honesto.

O Brasil, certamente, chegará a 50 mil mortes pelo coronavírus nesse final de semana e terá 50 mil famílias sofrendo com a morte de entes queridos. Bolsonaro, nesta quinta-feira (18), como mostrou outra vez em sua live, não tem uma mínima  expressão de sentimento com as vítimas da Covid-19 e com seus familiares. É como se fossem todos assassinados pela milícia e isso, logicamente, não comove o miliciano.

Só uma família interessa a Bolsonaro, a sua família de bandidos que ele arrastou para o crime organizado.

Bolsonaro sabe que, se um filho for preso, a culpa é exclusivamente dele, assim como a morte dessas 50 mil pessoas pela sua sabotagem contra o isolamento social.

É como disse o governador Flávio Dino: “Qual a agenda presidencial hoje ? Coronavírus ? Desemprego ? Apoio às empresas ? Programas educacionais ? Nada disso. A agenda está presa a problemas pessoais e familiares: investigações, prisões, Queiroz, fake news, etc, etc. Muito difícil o Brasil ficar tanto tempo sem governo.”

Bolsonaro também falou sobre a prisão de Queiroz, afirmando que  parecia que estavam prendendo o maior bandido da terra.

Não, Queiroz é fichinha perto do nosso presidente da República. Este sim é o maior bandido da terra e ,certamente, o que mais fez vítimas fatais na história.

Bolsonaro não governa, passa o tempo todo administrando crises geradas pelo seu envolvimento com os crimes da milícia.

Aliás, hoje, nas esquinas e nas redes todos se perguntam, por que Flávio Bolsonaro não foi preso junto com Queiroz?

Simplesmente porque não existe o gabinete do Flavio e nem Queiroz é o homem forte dele, mas sim do pai dele.

Nesse caso, não tem como prender Flávio sem prender Jair Bolsonaro.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: