4 de julho de 2020
  • 14:27 Covid-19: Dados do SUS revelam vítima-padrão de Bolsonaro, homem, pobre e negro
  • 12:18 Verba de combate à Covid-19 vira moeda de troca de apoio ao governo no Congresso
  • 11:11 Por culpa de Bolsonaro, Brasil é o único país hoje no mundo em que morrem mais de mil pessoas por dia de Covid-19
  • 10:29 Em termos de golpe, o Brasil já fez tudo o que tinha que ser feito
  • 20:50 Dilma denuncia crime de traição nacional pela Lava Jato por ter trabalhado para os EUA

Em plena expansão da pandemia no Brasil, logo cedo, nesta quarta-feira, a Globo joga seus holofotes na fala marota do acionista da Coca-Cola no Brasil, Tasso Jereissati.

Tasso, como sempre, promete maravilhas aos pobres com a privatização da água, assim como fez com a reforma da Previdência com geração empregos, aumento do PIB de 4%, etc, etc. O resultado de suas promessas está aí para quem quiser ou não ver.

O senador tucano e ex-governador do Ceará, Tasso Jereissati, é o relator do projeto que pretende privatizar os serviços de saneamento básico no país, a toque de caixa, diga-se de passagem. Ele afirmou que está trabalhando em um acordo para fazer com que a medida seja aprovada sem alterações.

O roubo da água, que é o maior e mais importante bem dos brasileiros, é um verdadeiro absurdo.

Mas Tasso, como um fiel tucano, não foge aos seus e, mesmo tendo um patrimônio estimado em R$ 400 milhões, declarado, quer acumular mais e mais.

O Grupo Jereissati, comanda a Calila Participações, única acionista brasileira da Solar, uma das 20 maiores fabricantes de Coca-Cola do mundo.

Essa apresentação dispensa qualquer fala sobre os interesses por trás da pressa do senador tucano em privatizar a água, na base do empurrão.

Esse, sem a menor sombra de dúvida, é também um dos principais passos no processo de Guedes para vender o país, mas é o PSDB que está tocando a boiada.

Como disse o deputado Glauber Braga (Psol-RJ): “O argumento de que não há dinheiro público pra investir em tratamento de esgoto e por isso o jeito é recorrer à iniciativa privada é falso. Essas empresas recorrem a financiamento nos bancos públicos. Financiamento esse que poderia ser concedido às estatais para os investimentos.”

E segue; “Ultraliberais, o argumento de que a competição melhora o serviço, no caso da água, é absurdo até para as convicções de vcs. Não existem torneiras de empresas diversas dentro de casa. Se trata de monopólio privado ou monopólio estatal de outro país caso o PL 4162/19 seja aprovado.”

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

5 COMMENTS

  1. OSWALDO FRANCISCO MARTINS Posted on 24 de junho de 2020 at 11:14

    OS VENDILHÕES PÁTRIA SEGUEM FAZENDO “A BOIADA PASSAR” APROVEITANDO A PANDEMIA DESASSISTIDA PELO BOZO E SUA TRUPE. VENDER A ÁGUA NO BRASIL REPETE O ERRO DA EUROPA, ONDE HOJE TEM PAÍSES REESTATIZANDO A ÁGUA. A MALANDRAGEM É TAMANHA QUE SEREMOS VIA BANCOS E FINANCIAMENTOS ESTATAIS – MAIS UMA VEZ! – OS FINANCIADORES DOS “COMPRADORES” DAS EMPRESAS DE ÁGUA. MAMATA ASSIM DEIXA CLARO O CARÁTER ELÁSTICO DO APÁTRIDA SENADOR Tasso Jereissati. UMA VERGONHA!

    Reply
  2. Wellington Cyro de Almeida Leite Posted on 25 de junho de 2020 at 23:06

    Como a Folha de São Paulo é democrática! O tempo todo publicou matérias tendenciosas e verdadeiros contos de fadas sobre a privatização dos serviços de saneamento no Brasil, sempre entrevistando gente ligada ao mercado da agiotagem e de falsos investidores. Escrevi várias vezes tentando chamar a atenção sobre as bobagens escritas nos editoriais e de reportagens “compradas”e nunca publicaram. Quando as criticas são contra o Editorial, não se publica, simples assim, agora começa a publicar os contraditórios, fingindo ser plural e democrática. O editorial é sempre a cabeça do dono do jornal ou televisão. Gente comprometida com o famigerado e decadente capitalismo selvagem!

    Reply
  3. Mauro Posted on 26 de junho de 2020 at 13:49

    Eu já acho bom que o país abra suas portas para que empresas particulares possam entrar no mercado do saneamento básico. Estatais normalmente são deficitárias , cabides de empregos , gerando sempre prejuízos bancados com o dinheiro dos contribuintes. Todas as estatais que foram privatizadas, sofreram cortes de pessoal, passaram a ser geradoras de lucros, contribuiram para o aumento da arrecadação de impostos e cresceram. Vide Vale, CSN, Embraer, Rede Ferroviária, empresas de telefonia e outras.
    Acredito que agora teremos começo à um processo de construção de saneamento, algo que o país tanto precisa e que irá trazer melhoria para todos.
    Essa estória de que grupos estrangeiros querem nossa água é apenas mais uma das bobagens que circulam há dezenas de anos. Como disse, apenas uma bobagem.

    Reply
  4. Miguel Júnior Posted on 27 de junho de 2020 at 12:36

    Ainda não somos uma Nação.
    Somos um Bando, arremedo de republiqueta.
    Os militares não são, sequer, nacionalistas… mas subservientes, omissos e entreguistas, odiando uma sabotada Estratégia Nacional de Defesa, cegos para todas possíveis ações que possam consolidar uma verdadeira Independência econômica, educacional, industrial, diplomática e mesmo mesmo uma simples e concreta inserção social, cidadã.
    A cada episódio da História desse Bando, chamado Brazil, constatamos que a frase “Um relutante passo atrás, para darmos dois firmes à frente”, na verdade flamula outra com os dizeres “Dois resolutos retrocessos na cidadania, hoje, e um quimérico e improvável país no futuro”.
    Nessa republiqueta os quatro Poderes (sim, existe o espúrio quarto poder, a imprensa/mídia, pertencentes a plutocracia), não são independentes, não são harmoniosos e inéditamente, mais grotesco: são constituídos em suas essências, por conteudo crônico e generalizado, de perda patológica de identidade ou entendimento razoável de qual seja sua função ou finalidade dentro dessa republiqueta, em meio ao Bando.
    – Miguel Júnior.
    25.06.2020

    Reply
  5. Teresa Monteiro Posted on 28 de junho de 2020 at 18:29

    Eu não poderia ter dito melhor, Miguel Junior. Estamos longe de ser uma nação.
    E nossos governantes todos imorais, desqualificados e entreguistas.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: