4 de julho de 2020
  • 15:59 Lava Jato de SP usa Serra como boi de piranha no embate com procurador-geral
  • 14:27 Covid-19: Dados do SUS revelam vítima-padrão de Bolsonaro, homem, pobre e negro
  • 12:18 Verba de combate à Covid-19 vira moeda de troca de apoio ao governo no Congresso
  • 11:11 Por culpa de Bolsonaro, Brasil é o único país hoje no mundo em que morrem mais de mil pessoas por dia de Covid-19
  • 10:29 Em termos de golpe, o Brasil já fez tudo o que tinha que ser feito

General Ramos negou em depoimento que tenha tratado com Moro sobre o interesse de Bolsonaro na PF do Rio.

A defesa do ex-ministro Sergio Moro avalia incluir uma nova mensagem no inquérito que investiga a suposta intervenção de Bolsonaro na Polícia Federal.

A mensagem se refere a uma conversa que Moro teve com Luiz Eduardo Ramos, um dos ministros da ala militar do governo, sobre o interesse de Bolsonaro na Polícia Federal, em especial do Rio de Janeiro. O diálogo aconteceu há cerca de seis meses.

A defesa de Moro, comandada pelo advogado Rodrigo Rios, já ouviu de Ramos, em depoimento à Polícia Federal, que ele não teria tratado do tema com Moro. Uma mensagem que pode ser anexada à investigação mostra, porém, o oposto.

Os advogados do ex-ministro da Justiça pretendem questionar o presidente Jair Bolsonaro, em sua oitiva, se ele sabia da conversa entre Ramos e Moro a respeito da PF. A resposta vai ser determinante para que Moro apresente a mensagem inédita.

Como a coluna revelou, Moro falou por mensagens com integrantes da ala militar do governo sobre trocas no comando da PF.

 

 

*Com informações de O Globo

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: