16 de julho de 2020
  • 13:11 Reinaldo Azevedo: Código Penal Militar, é? Ora, ele também pune genocídio e ação pró-pandemia
  • 11:13 Gilmar Mendes alertou Bolsonaro sobre o risco que corre de parar no Tribunal Internacional de Haia
  • 09:50 De mito a camundongo: Gilmar Mendes expôs a fragilidade política de Bolsonaro
  • 19:52 Entenda o relatório que acusa os EUA de cooperação ilegal na Lava Jato
  • 18:21 Em vídeo, Felipe Neto diz para o NYT que Bolsonaro é o pior presidente do mundo no combate à Covid-19

Quem achou que o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto tinha chegado ao limite do tosco, enganou-se. Um vídeo com o executivo chefe do principal agência promotora do turismo no país viralizou nas redes sociais como a chacota do dia, depois dele mostrar que a sua pronúncia em inglês equivale à de Joel Santana e Eduardo Bolsonaro juntos.

Ou seja, o sujeito está no lugar certo e na hora certa; no governo certo com o presidente certo.

Certamente, ele aprendeu a falar inglês na mesma escola de canto e de sanfona e se formou em passador de vergonha.

Se esse camarada arrotasse esse inglês dessa forma em uma entrevista para qualquer cargo, não passaria sequer na porta do exame.

O fato é que o Brasil de Bolsonaro é uma piada, uma vergonha alheia de nível máximo. E aqui nem se fala de sua declaração preconceituosa contra homossexuais, como esta, “não tenho nada contra quem usa seu orifício rugoso intralombar para fazer sexo”.

O que ele disse condiz intelectualmente com a sua capacidade artística e a de poliglota.

Assista:

 

*Da redação

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: