12 de agosto de 2020
  • 19:34 Bolsonaro está entre a cruz e a caldeirinha
  • 16:56 Apoie o Blog Antropofagista
  • 15:29 Juíza do Paraná condena réu negro e cita raça como justificativa
  • 13:42 Gabinete de Jair Bolsonaro abasteceu organização criminosa por meio da filha de Queiroz, indicam extratos bancários
  • 11:28 TCU: Com verba pública, Bolsonaro favorece as TVs aliadas, SBT e Record

Não haverá golpe de Bolsonaro e, muito menos o impeachment dele. O que a direita quer é a manutenção do poder.

Na verdade, o governo Dilma sofreu um golpe e, em seguida, o AI-5 do judiciário agiu para que Lula não fosse candidato.

A única alternativa é o povo nas ruas, diferente disso, a direita vai manobrar o que puder, ajustar o que estiver descompassado para que o país continue sequestrado pelo sistema financeiro.

Fernando Henrique Cardoso é uma múmia que não tem a menor representatividade diante do povo. Saiu do governo pela porta dos fundos, escorraçado pela população. Ele, assim como Rodrigo Maia, é a voz do mercado, sempre foi. Como disse Clinton, FHC nunca teve a grandeza de defender o seu povo.

Se a mídia o trata como divindade, é porque FHC ainda é o principal porta-voz dos sistema financeiro e, aos poucos, passa o bastão para Rodrigo Maia, outro capacho do mercado. Os dois defendem que se coloque focinheira e enforcador no cachorro louco, mas o mantenha vivo como uma múmia, como foi o caso de FHC, em seu segundo mandato, para que se tente arrumar alguma coisa para colocar em seu lugar até 2022.

Duas coisas estão claras, Bolsonaro não dará golpe em ninguém e, muito menos sofrerá impeachment. Os militares seguem rezando pela cartilha do mercado e, como tal, não farão nada que não seja a estrita obediência a ele. A única saída é uma grande mobilização da esquerda, de forma muito bem articulada, para, logo depois da pandemia, fazer um gigantesco movimento nas ruas pela volta da democracia que acabou quando Dilma foi golpeada.

O resto, é teatro, hipocrisia e total falta de senso de realidade da esquerda.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

2 COMMENTS

  1. Azarias Esaú dos Santos Posted on 2 de julho de 2020 at 10:23

    O povo só vai para as ruas quando as cidades estiverem vazias de vivos e cheia de mortos. Covid-19 é a única alternativa dos projetos da burguesia dar com os burros n’água.

    Reply
  2. Hilton Ferreira Magalhães Posted on 2 de julho de 2020 at 10:54

    Vi a entrevista do FHC na CNN. Nada sobre nada. Deu uma de que realmente o seu raciocínio está acusando a sua idade de 90 anos. Disse que o Brasil está precisando de novas lideranças políticas e jovem. Pasmem! E apontou dois nomes. Um Luciano Huck, que parece o seu favorito e se o seu partido concordar e, vejam, só! O Dória com uma liderança jovem. Um senhor com 63 anos e filhote do capitalismo selvagem. Durma com um barulho desse!

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: