12 de agosto de 2020
  • 19:34 Bolsonaro está entre a cruz e a caldeirinha
  • 16:56 Apoie o Blog Antropofagista
  • 15:29 Juíza do Paraná condena réu negro e cita raça como justificativa
  • 13:42 Gabinete de Jair Bolsonaro abasteceu organização criminosa por meio da filha de Queiroz, indicam extratos bancários
  • 11:28 TCU: Com verba pública, Bolsonaro favorece as TVs aliadas, SBT e Record

A denúncia da Lava Jato contra Serra é relativa a 2006 e 2007, quando este era governador de São Paulo e usou seu cargo para receber da Odebrecht pagamentos em troca de benefícios nas obras do Rodoanel Sul. Serra hoje é senador.

Detalhe: quando Dallagnol, no auge da atuação da Lava Jato, era cobrado sobre operações contra tucanos, ele dizia que, pelo tempo, mais de 7 anos, a coisa tinha caducado, não tinha efeito legal. Agora, depois de 13 anos, tem? O que mudou?

Na verdade, essa operação de busca e apreensão à José Serra é só pra inglês ver, mostrar serviço e dizer que a Lava Jato atua contra outros partidos. Todos sabem que isso não passa de teatro

Serra, FHC e Aécio sempre foram os mais protegidos de Moro e cia.

Tudo isso é por causa dos escândalos de grampos ilegais do procurador Carlos Fernando, de Dallagnol e de Moro que omitiram informações a PGR, optando por trabalhar com o FBI.

E ainda tem a OAB que avalia abrir investigação contra a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

Ninguém esquece que Moro mandou Dallagnol engavetar as falcatruas de FHC e seu instituto que arrecadou uma grana preta quando ainda era presidente, em pleno jantar no Alvorada com empresários que se beneficiaram de sua privataria.

Moro, em troca de mensagens com Dallagnol, revelada pelo Intercept, disse ser contra o Ministério Público investigar FHC. E ainda arrematou: “melindra apoio importante”.

Moral da história: hoje, FHC posa de referência ética nos jornalões e na Globo.

Sobre a corrupção sistêmica no tucanistão, não há quem não saiba do grito em coro que milhões de reais foram pagos pela empreiteira, por meio de uma sofisticada rede de offshores no exterior, para que o real beneficiário dos valores não fosse detectado pelos órgãos de controle.

Dilma denunciou isso, em alto e bom som, na cara de Serra, em pleno debate eleitoral do 2º turno em 2010.

Dilma virou presidenta, se reelegeu e sofreu um golpe comandado pelos tucanos. Serra segue como Senador.

Agora, assim, de estalão, depois de 6 anos indiferente ao PSDB, em 24 horas, a Lava Jato descobriu que os tucanos são corruptos?

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

2 COMMENTS

  1. Afonso Schroeder Posted on 5 de julho de 2020 at 07:26

    A foto diz tudo: Retorno da Paz no Brasil é toda esta quadrilha de descumpridores da CF/88 mentirosos traidores na cadeia a INTERCEPT comprovou mas faltou atitude da justiça (STF) começando pelo ex-juiz “Moro” que é um dos chefões.

    Reply
  2. José Maria Fortes Posted on 5 de julho de 2020 at 09:34

    Moro nunca foi herói, sempre foi um canalha a serviço do PSDB que só alçou o poder porque surgiu o MITO. Graças a Deus……

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: