14 de agosto de 2020
  • 11:21 Como a Rússia desenvolveu a vacina contra COVID-19 tão rápido e quem poderá tomá-la
  • 10:19 Datafolha mostra apenas que Bolsonaro pega carona, em pelo, na garupa de Lula
  • 20:34 Queiroz e Marcia Aguiar, sua mulher, voltam para prisão e chão do Palácio do Planalto treme
  • 18:30 Vídeo: Polícia de Minas Gerais ateia fogo no quilombo Campo Grande
  • 17:17 Governo Bolsonaro envia relatório fake a ONU

Padre Edson Adélio Tagliaferro, da Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em Artur Nogueira, no interior de São Paulo, passou um sermão e disse aos fiéis da cidade que votaram em Jair Bolsonaro que eles deveriam se confessar.

“Vocês querem que eu fale aquilo que todo mundo fala, que não deixam ele trabalhar? Não! Bolsonaro não presta. Bolsonaro não vale nada. E quem votou nele devia se confessar, pedir perdão a Deus pelo pecado que cometeu, porque elegeu um bandido para presidente”, disse o pároco em sermão transmitido online na última terça-feira (2).

“Muitas pessoas dizem: padre, cuidado com o que você fala na homilia porque tem gente que não gosta. Ué, o que a gente tem que falar na homilia, senão aquilo que Deus nos pede para falar. Se a gente tá vendo que o governo não presta, o padre não pode falar que o governo não presta porque o povo não quer ouvir isso?”, questionou.

Sermão político de padre

Padre diz que quem votou em Bolsonaro tem que se confessar por eleger bandido

Posted by Brasil 247 on Sunday, July 5, 2020

 

 

*Com informações do 247

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. João Vieira Posted on 5 de julho de 2020 at 14:45

    A facada do padre Adélio Tagliaferro é real, a do délio Bispo foi fake. Que ironia: Adélio Tagliaferro, o Santo Padre.
    Adélio Bispo, o debiloide.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: