6 de agosto de 2020
  • 12:28 Para Moro, Lula chefiou o maior roubo da história em troca de um muquifo e uma reforma meia sola no sítio
  • 10:53 A continuar assim, teremos togados em liquidação no OLX
  • 09:43 A mão invisível de Bolsonaro: Bretas, juiz da Lava Jato no Rio, prende secretário de Dória em São Paulo
  • 08:42 A direita, através da mídia, consegue produzir símbolos, mas não sustentá-los
  • 21:16 Bolsonaro tentou dar um golpe militar em maio, revela matéria da Piauí

Tucanos, parceiros de Moro e Globo no vale tudo contra o PT, agora, enfrentam o pesadelo que ajudaram a criar.

A alta plumagem do PSDB, que sempre pensou o país como colônia e, por isso, amesquinhou a política para agradar o clero dos abastados, vê-se hoje diante do próprio pesadelo que a ambição lhe vendia como sonho.

Usar as instituições de controle e a grande mídia para fazer delas as luzes de um partido opaco, sem liderança, criado para servir ao mercado, deu aos tucanos o que a própria natureza do partido tratava como matéria viva, depois que perderam a serventia, chumbo na asa.

FHC, Aécio, Aloísio Nunes, Serra, Alckmin e outros santos da purificação do país, que viveram dos holofotes da grande mídia para abastecê-los de discurso moralista, agora, são vítimas do mesmíssimo vale tudo que ajudaram a criar. E, ao contrário do que fizeram antes, usam o caminho inverso e desaparecem dos microfones e holofotes da grande mídia.

Sim, esse estado de coisa que deu em Bolsonaro, é uma tragédia criada pelo PSDB que, diante da incapacidade de fazer uma oposição política ao Lula e à Dilma, privatizaram essa prática, terceirizando para a mídia e judiciário a tarefa de construir uma imagem negativa da esquerda para surfar em eleições na esperança de conseguir compensar, através dos bastidores e porões, o que não conseguiam fazer nos palanques.

Resultado da operação: com a credibilidade totalmente perdida, em meio a uma guerra campal entre Bolsonaro e Moro, os tucanos se transformaram em prato principal para que os dois lados os usassem como exemplo de “imparcialidade”.

Lembrando que, do ponto de vista jurídico e econômico, os tucanos sempre estiveram do lado da Lava Jato contra o PT e de Temer e Bolsonaro contra os trabalhadores, em nome dos interesses dos senhores da “civilização tropical”.

Agora, consolam-se, como pangarés que são, em sumirem reduzindo-se a um longo exílio à procura de um buraco no oco de uma árvore velha até que a agitação do país passe e permita o regresso dos donos da sigla da ave de rapina nativa.

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Pingback: Em que oco de uma árvore velha estão escondidos os tucanos de alta plumagem? - Bem Blogado
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: