5 de março de 2021
  • 19:02 “Nós é que vamos dizer o que é crime”: o dia em que a Lava Jato cometeu estupro coletivo para manter Lula preso
  • 16:24 Defesa de Lula desiste de habeas corpus e dá um nó tático na estratégia de Fachin
  • 15:47 Uma página lamentável na história do judiciário brasileiro. “Alô, Jungmann, aqui é a Carminha!”
  • 14:42 A meta de Bolsonaro é matar 3 mil brasileiros por dia
  • 11:44 Ministério da Saúde prevê até 3 mil mortes diárias por covid-19 em março

Como sempre, Dória solta uma notinha protocolar:

“Lamento profundamente as mortes ocorridas no baile funk em Paraisópolis nesta noite. Determinei ao Secretário de Segurança Pública, General Campos, apuração rigorosa dos fatos para esclarecer quais foram as circunstâncias e responsabilidades deste triste episódio.”

E como sempre, os bolsodórias aplaudem a ação da PM em comunidades pobres e ainda acham pouco.

Se esse país continuar produzindo um apartheid neoliberal, em algum momento, acontecerá o estouro da boiada e não tem quem segure isso.

A conferir.

 

*Da redação

*Foto: Sputnik

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: