Categorias
Opinião

Quando Bolsonaro disse uma única verdade?

Se pedir para Bolsonaro repetir as inúmeras versões dele sobre sua proximidade com Ronnie Lessa, assassino de Marielle e vizinho de Bolsonaro, ele ficará mudo, porque é um mentiroso de improviso, até nisso o sujeito é preguiçoso.

Não é sem motivos que Bolsonaro se diz liberal, a favor do Estado mínimo, mas nunca trabalhou na vida, sem dizer que, não bastasse isso, colocou todos os filhos rachadores para viver das tetas gordas do Estado.

Não é uma coisa ruim, certamente, é a família que coleciona a maior quantidade de mansões surrupiadas dos cofres públicos, já que não produzem nada para o país.

No caso das joias, Bolsonaro mentiu tanto que não teve como se defender, como muito bem lembrou o jornalista, Ricardo Noblat.

“Bolsonaro mente muito e por isso mente mal. No caso das joias, afirmou que “não pediu, nem recebeu” os presentes. Já disse que seus assessores tinham “autonomia” para agir. Declarou que os presentes não entraram “escondidos” no país. Mas quando foi prestar depoimento na PF, ficou em silêncio.”

Categorias
Opinião

Indo de herói nacional a cocô do cavalo do bandido, Moro defende Bolsonaro no roubo das joias

Moro, definitivamente, transformou-se, de herói da mídia a limpa-trilhos de fezes de um rato. E não tem feito isso em nenhum esconderijo, na verdade, ele evidencia para ver se consegue, inutilmente, restabelecer um pouco sua simpatia no universo do bolsonarismo.

Todas as defecadas de Bolsonaro, Moro recolhe e põe um laço de fitas e, mesmo diante de uma infestação de crimes do clã Bolsonaro, descobertos pela PF, Moro não se faz de rogado para encontrar um jeito de ao menos ser o cocô do cavalo desse bandido, nesta quinta (4), foi assim.

Categorias
Opinião

Clã dos rachadeiros se diz perseguido pela PF por vingança

Tudo de Bolsonaro é assim, foi expulso do Exército porque não aceitou a decisão do comando das Forças Armadas de não aumentar seu soldo.

Resultado, o sujeito que, como deputado e presidente da República, sempre foi contra o aumento do salário dos trabalhadores, espalhou bombas nos quartéis e ameaçou dinamitar a estação do Guandu, em retaliação ao comandante das Forças Armadas.

O vigarista se vendeu como capitão, quando, na verdade, foi desonrado pela instituição militar por seu comportamento psicopata, sem falar que foi pego em crime fazendo garimpo ilegal.

Pois bem, hoje, a PF indiciou o vigarista, que cometeu todos os tipos e modalidade de crimes, junto com os filhos, que formam clã famoso da história do Brasil, que pode ser classificado como clã Bolsonaro, clã dos rachadores, clã da milícia ou clã das mansões compradas com dinheiro vivo, e não são poucas.

Essa turma toda trabalhou para Bolsonaro, Queiroz, Ronnie Lessa, Adriano da Nóbrega, todos são gente boa.

Bolsonaro, na presidência, fez bundalelê na cara dos brasileiros, negou-se a comprar as vacinas, estimulando a tal imunidade de rebanho e socando na população ivermectina e cloroquina.

Bastou a PF dar três toquinhos na sua porta, para ele colocar aquela pelanca de puxa-sacos, que viveu quatro anos com verba da Secom, para dizer que Bolsonaro está sendo perseguido.

Essa turma, que viveu anos dourados com a farra publicitária, não se faz de rogada para vitimizar o genocida, que jogou a economia do Brasil de 6ª para a 14ª posição entre as maiores economias do mundo. Devolveu o Brasil ao mapa da fome com 33 milhões de brasileiros vivendo na mais absoluta miséria.

Na verdade, qualquer brasileiro com bom senso, anda perguntando, por que o imbecil e seu clã ainda não foram presos de tarrafa. Todos com uma quantidade inigualável de imóveis de luxo de fazer inveja até nos astros de Hollywood.

Mas Bolsonaro, o mesmo que colocou Sergio Moro e seu capangas para pressionar o porteiro do Vivendas da Barra para mudar seu depoimento prestado à Polícia Civil que havia afirmado que quem deu ordem para a entrada de Élcio de Queiroz no condomínio, comparsa do assassino de Marielle, foi o Seu Jair da casa 58.

O mesmo Bolsonaro das joias roubadas dos cofres do Estado, o mesmo Bolsonaro que, descaradamente, falsificou o cartão de vacinação, o mesmo Bolsonaro que fez galhofa com as vítimas fatais de covid, jamais dirigiu a palavra a uma família sequer das 700 mil vítimas por total falta de humanidade.

Há muito mais coisas podres vindas das trevas do bolsonarismo, comandadas pelo próprio a serem sempre citadas. Aqui só se enumerou algumas e, por isso, a expectativa de qualquer brasileiro decente é que esse sujeito e seus filhos amarguem décadas trancafiados numa cadeia de segurança máxima.

Categorias
Opinião

Campos Neto usa o BC para fazer terrorismo econômico

A maneira que o bolsonarista Campos Neto encontrou para sabotar o governo Lula, foi usar seu cargo no BC para criar uma forma de estabelecer sua vontade através do uso contínuo do terror econômico com declarações canalhas.

Esse terrorismo econômico tem método. Com uma utilização organizada e metódica com propósitos políticos, Campos Neto joga com o mercado, buscando desorganizar a economia. É uma tentativa diária de Intimidação feita para queimar Lula, mas quem paga a conta é a população. O comportamento ameaçador de Campos é criminoso.

Se Bolsonaro, usando seu capanga Campos Neto, achou que poderia dar uma calça arriada em Lula, usando como receita o terrorismo econômico com o dólar numa extorsão barata, já deve ter entendido que Lula não é um tapado como esse medíocre.

Dolar cai 1,57% e vai a 5, 57. O principal motivo é a reunião de Lula com seus ministros sobre cambio. Já a Bolsa opera em alta de 1, 26%.

Ou seja, essa falange de bandidos comandada pelo criminoso Bolsonaro, tem que comer muito angu para dar rasteira amadora em Lula.

Categorias
Opinião

Campos Neto é o principal culpado pela política de segregação de Bolsonaro que devolveu 33 milhões à miséria

Quem se esquece de Paulo Guedes dizendo que eles governavam para os ricos, os que mandam, tratando as camadas mais pobres da população como resíduo social?

Quem foi o homem escolhido por Guedes e Bolsonaro para agradar os banqueiros e segregar o povo? Não foi Campos Neto com o apoio luxuoso da mídia?

Enquanto os patetas bolsonaristas procuravam ETs, rezavam para pneu, Campos Neto estava ligando para banqueiros para saber qual taxa de juros o Banco Central deveria cobrar da população, transformando o Brasil num país com a maior taxa real  de juros do planeta. Miriam Leitão, do Globo, ainda diz que é o Lula que, quando critica o carregador de chuteiras da agiotagem nacional, faz o dólar disparar.

Ou seja, é uma cretinice que anda, par e passo, com quem vive de especulação arrancando o couro da população. O que eles não querem é que Lula não denuncie essa falange para que ela não seja exorcizada do corpo da sociedade brasileira.

Isso é a treva, é o umbral dando as cartas para quem deveria zelar pelo povo, pelas empresas, pelos trabalhadores, pelas crianças, enfim, pelo conjunto da população.

Mas o cangaço financeiro nunca lucrou tanto, porque nunca foi tão ousado como agora.

Essa gente perfumada, que tem pavor de cheiro de povo, porque é sim resquício de todos os anos em que a direita governou o país, não pode se comportar como uma casta manipulando, via mídia, qualquer informação para atender seus interesses, enquanto o povo trabalha de sol a sol, sendo miseravelmente explorado pelo rentismo e pela banca dos agiotas, que operam como morcegos chupando o sangue do país.

Que Lula dobre a aposta na sua política de denunciar todos os cretinos que, descaradamente e deslavadamente, operam para benefício próprio, um sistema cruel e covarde contra o povo brasileiro.

Categorias
Opinião

Fogo no parquinho do fascismo vigarista

O que está acontecendo com a direita na busca por um comando de sua canoa furada a deriva, é o anuncio do fim do bolsonarismo após a derrota da cavalgadura que agrupou o inferno reacionário em torno de sua candidatura e poder. O troço babou.

Bolsonaristas estão se digladiando nas redes. É guerra de bosta na meia furada. Onde pegar, pegou. Onde colar, colou, onde feder, fedeu!
Sobre forte pressão da falência e ruina o bolsonarismo morde o rabo com fúria, numa espetacular autofagia que não ficará fascista sobre fascista.

Bolsonarismo é um balaio de cobras venenosas (agrupamento transitório de animais). Uma querendo picar a outra e, se der, engolir a inimiga até o talo. A queda, feito jaca, de Bolsonaro, na sua humilhante derrota pra Lula, dispersou o bando e, cada um que se vire para tentar sobreviver.

Categorias
Opinião

Lula não dará certo, já deu certo e a oposição está alucinada

No Brasil, a direita sempre produziu a miséria do povo para beneficiar a elite. Agora, quer porque quer criminalizar os pobres que ela criou, porque são pobres.

Desemprego cai para 7,1% em maio, menor taxa para o período desde 2014.

População ocupada no setor privado bate novo recorde e chega a 52 milhões.

Governo Lula é literalmente o oposto do governo Bolsonaro. Água e vinho!

Lula é um recordista de avanços e Bolsonaro foi um recordista de retrocessos, por isso, Lula vai ganhar cada vez mais espaço no coração do povo brasileiro.

Enquanto Bolsonaro tentou acabar com as escolas e o ensino, Lula anuncia : Quero ampliar a escola para tempo integral não só para que as crianças tenham um ensino de qualidade, mas também para dar mobilidade às famílias, permitindo que mães e pais possam trabalhar tranquilos.

Lula é aquilo, mata a cobra e mostra o pau.

“E só neste ano, mais de um milhão de crianças a mais no Brasil foram matriculadas em escolas de tempo integral.”

Categorias
Opinião

Malafaia xinga a senadora bolsonarista, Teresa Cristina, de safada

Malafaia está no centro do PL do estuprador. Disso, todos sabem. Sóstenes Cavalcante não existe. o que existe é uma mula de Malafaia que opera sobre o cabresto do sujeito mais inclassificável da nação.

O fato é que Malafaia perdeu. Imaginou que teria apoio de religiosos e não foi bem assim. A maioria é contra sua proposta de transformar as vítimas de estupro em criminosas. Até Michelle Bolsonaro, a mando do patrão, gravou um vídeo dizendo que não é bem assim, e mudou o rumo do palavrório.

O caso que fez Malafaia atacar Tereza Cristina, ex-ministra de Bolsonaro, que ele afirma que fez safadeza ao defender a liberação da jogatina, enganando seus eleitores.

Malafaia não quer saber de jogo, por quê? Com medo da arrecadação de dizimo cair, miar, ralear, foi ao congresso fazer pressão, mas saiu novamente derrotado. Daí sua ira santa contra a bolsonarista Tereza Cristina.

Categorias
Opinião

Em derretimento acelerado, bolsonarismo bate cabeça e faz Bolsonaro e Malafaia baterem de frente

O fisiologismo instantâneo sempre foi a marca dos caciques do bolsonarismo e, com isso, o que não falta é casca de banana para criar propostas que batam de frente com outras da mesma falange.

Esse é o caso mais recente, que acabou por colocar Bolsonaro e Malafaia em lados opostos.

Em sua live, Malafaia excomunga a jogatina, enquanto Bolsonaro sonha não só em transformar Fernando de Noronha numa Las Vegas brasileira, como reproduzir a mesma receita para as tais praias privatizadas. Flávio Bolsonaro é o testa de ferro dos dois projetos do pai.

Quem viu Malafaia na sua mais recente live, assistiu a um histérico se descabelando contra os jogos, quaisquer jogos, seja bingo, carteado, caça-níqueis, e por aí vai.

A coisa foi tão séria que Malafaia se aliou à OMS, tida como comunista e inimiga internacional de Bolsonaro, para dizer que Organização Mundial da Saúde trata a jogatina como doença mental, altamente perigosa, que pode levar quem mergulha nesse universo ao aniquilamento total.

Assim, no ponto em que Malafaia e Bolsonaro acham essencial de forma inversa, dá para ver que o barata voa, depois da derrota de Bolsonaro para Lula, dentro do PL e congêneres, só aumenta e não tem hora, nem sinal para acabar.

Categorias
Opinião

Feliciano defende pastores pedófilos e estupradores: quem nunca errou?

Neste último domingo, já havia ficado assombrado com a produção e variedade de picaretagens envolvendo o dito pastor Valdemiro. Claro, achei que aquilo era o coroamento do absurdo.

O sacripanta, numa espécie de regime religioso autoritário, disse aos fieis, a doação de vocês tem que ser além dos 10%, porque esses 10 % não são de vocês, são de Deus, vocês não podem sequer tocar nesse dinheiro. A oferta tem que ser além desses 10%, aí sim, é dinheiro de vocês.

Isso dá a dimensão da catástrofe humana que esse tipo de vigarista causa a uma sociedade, sem ser incomodado pela justiça, porque utiliza a liberdade religiosa para cometer crime contra a economia popular quando, na verdade, o sujeito se comporta como qualquer contraventor, utilizando a fé das pessoas, que se transformam em vítimas dessa escumalha de pastores charlatães.

Ledo engano de minha parte. Mais tarde, assisto a um vídeo, no link abaixo, do deputado, o pastor Marcos Feliciano defendendo a “honra” de pastores pedófilos e estupradores, dizendo ao entrevistador que ele não era Deus e nem pastor para julgar os pastores criminosos.

Ou seja, Feliciano, com uma fala mansa, dá um tom que ultrapassa o sarcasmo, fugiu, inclusive das políticas ideológicas da extrema direita para tratar de “aspectos” da alma humana, que é, vejam só que coisa tocante, errante por natureza, no famoso, quem nunca?

Feliciano disse isso como quem declama um poema, de tanta docilidade com que tratou os pastores estupradores, apresentando-se às pessoas como um monumento à canalhice.

No final das contas, o pilantra vendia a imagem de um desses pastores, que deveria estar na cadeia, como alguém de trajetória sofria e que, por isso, não deveria ser julgado.

Lógico, novamente, nos vem o inquieto questionamento, aonde estávamos e estamos como civilização para aceitar que esse cara se criasse, virasse deputado federal, sem que a justiça o alcançasse?

Obs. o que ficou nítido é que na defesa obsessiva de Marcos Feliciano, estava a aflição de quem tem muitos pastores para serem defendidos desses mesmos crimes, praticados contra crianças e mulheres.

https://x.com/GugaNoblat/status/1804999104843636900