25 de setembro de 2021
  • 22:15 Alexandre Garcia é demitido da CNN
  • 19:48 Vídeo: Fake news da Jovem Pan provoca revolta ao relacionar morte de jovem à vacina pfizer
  • 18:29 Alexandre Garcia, o idiota precoce da CNN
  • 16:09 Vídeo: Alexandre Garcia é vergonhosamente desmentido ao vivo pela CNN
  • 14:48 Em liminar, Barroso proíbe entrada de missões religiosas em terras indígenas

Vídeo mostra momento em que uma criança é içada sobre o muro.

O desespero para fugir aos talibãs no Afeganistão é tão grande que as mulheres estão a entregar os seus filhos aos militares estrangeiros, junto ao aeroporto, para que estes os possam levar para locais seguros.

As imagens que chegam de Cabul mostram crianças serem transportadas de mão em mão, pelo meio da multidão que se amontoa no exterior do aeroporto, e por cima de arame farpado.

Após a tomada de poder pelo Talibã no Afeganistão, vídeos registrados na região mostram mães e pais entregando seus filhos para militares nos arredores do aeroporto de Cabul. As imagens registram pequenos afegãos sendo transportados de mão em mão na multidão até chegarem a soldados posicionados atrás de muros.

Representantes de tropas britânicas aparecem nas filmagens, mas o secretário de Defesa Ben Wallace alertou que não é possível remover menores desacompanhados do país.

— Não podemos simplesmente levar um menor por conta própria. A criança foi levada porque a família também será levada. É muito, muito difícil para aqueles soldados, como mostram as filmagens, lidar com algumas pessoas desesperadas, muitas das quais estão apenas querendo deixar o país— disse Wallace em entrevista à Reuters nesta quinta-feira.

Outro vídeo compartilhado pela organização Rise to Peace mostra soldados americanos carregando uma criança por cima de um muro no mesmo local. Logo após, uma mulher também atravessa a barreira com a ajuda dos militares.

Ao jornal britânico The Independent, um paraquedista do Exército do Reino Unido, cuja identidade não foi revelada, descreveu que as mães estavam “desesperadas”.

— Elas gritavam ‘salve meu bebê’ e jogaram os bebês em nós, alguns deles caíram no arame farpado. Foi horrível o que aconteceu. Ao final da noite, não havia nenhum homem entre nós que não estivesse chorando — lamentou.

Outro soldado descreveu a situação à emissora SKY News:

— Foi terrível. As mulheres estavam jogando seus bebês por cima do arame farpado, pedindo aos soldados para levá-los. Alguns ficaram presos no arame.

Um porta-voz do Talibã informou à Reuters que desde domingo foram registradas 12 mortes nos arredores do aeroporto da capital, causadas por tiroteios e tumultos. O representante solicitou ainda que os residentes sem autorização para viajar voltassem para suas casas e alegou que o grupo fundamentalista “não quer machucar ninguém no aeroporto”.

*Com informações de O Globo

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: