5 de outubro de 2021
  • 20:30 Hospital das Forças Armadas usou receitas pré-assinadas de ‘kit covid’
  • 19:05 Vídeo: A escória que golpeou Dilma não quer o impeachment de Bolsonaro e o apoiará em 2022
  • 16:32 Sem licitação, VTCLog fechou contrato de R$ 330 milhões com Ministério da Saúde
  • 14:54 Piquet, o chofer malandro de Bolsonaro
  • 13:09 Câmara e Senado aprovam convocação de Guedes para explicar sua conta offshore

Médicos do pronto-socorro do Hospital das Forças Armadas, em Brasília, contrários ao chamado ‘kit covid’ foram orientados a prescrever os medicamentos aos pacientes que queriam recebê-los usando receitas pré-assinadas e carimbadas por outros profissionais. A informação é da TV Globo.

Segundo a reportagem, receitas que indicavam o uso de hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina —medicamentos sem eficácia comprovada para o tratamento da covid-19— foram preparadas antes dos pacientes serem consultados.

De acordo com o Código de Ética Médica do CFM (Conselho Federal de Medicina), é proibido “prescrever tratamento ou outros procedimentos sem exame direto do paciente”, exceto em casos de emergência.

Em uma troca de mensagens obtida pela TV, o chefe do pronto-socorro, Major Milton Faria, pede aos médicos que não receitam o kit covid que procurem a sala de prescrição médica para buscar uma receita pronta, e que teriam apenas que preencher o nome e a data.

“Resolvemos deixar uma pasta com estrutura de receita já carimbada e assinada, e junto uma pasta com termo de consentimento”, diz. “Pedimos àqueles colegas que não prescrevem as referidas medicações, que caso não tenha nenhum colega no turno que também prescreva, que procure a sala de prescrição médica para entregar ao paciente, tendo somente que preencher o nome e a data”.

Segundo médicos ouvidos pela reportagem, as receitas pré-assinadas foram distribuídas até ao menos julho deste ano.

Em nota à TV, o HFA informou que “todos os médicos do hospital, sejam civis ou militares, tiveram a autonomia respeitada”. O UOL entrou em contato com a instituição, mas não obteve resposta até o momento.

Caros Leitores, precisamos de um pouco mais de sua atenção:

Nossos apoiadores estão sendo fundamentais para seguirmos nosso trabalho. Leitores, na medida de suas possibilidades, têm contribuído de forma decisiva para isso. Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica
Agência 0197
Operação 1288
Poupança: 772850953-6
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450. 139.937-68
PIX: 45013993768

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: