13 de julho de 2020
  • 14:52 Pane na latrina: Ana Paula do Vôlei e JR Guzzo se fazem de mortos com a libertação do casal Queiroz
  • 19:12 O Globo quer “perdoar o PT” por ter cometido o crime de tirar 40 milhões da miséria
  • 16:23 O pedido de perdão ao PT pelo Globo é mais um sinal de que a direita faliu e pede socorro
  • 13:58 Procuradores da Lava Jato têm medo porque sabem o que fizeram no sábado à noite, diz Gilmar Mendes
  • 11:35 Esse era o “exemplo de cidadania contra a corrupção” que deu golpe em Dilma

As ratazanas do Congresso estavam em festa depois da aprovação do texto base da reforma da Previdência. Construiram um enorme guarda-sol para a ganância dos agiotas do mercado. Mas uma imagem trouxe uma balança fiel de uma noite trágica para o povo brasileiro, com Rodrigo Maia aos prantos por ter tido êxito na entrega da encomenda aos banqueiros e, consequentemente beatificado pelo sistema financeiro.

Não só isso, os generais de pijama, feitores dos senhores do mercado, também ficaram felizes com os bons ventos que a reforma trará para os bolsos dos banqueiros nativos. Os mesmos generais “patriotas”que promovem o esquartejamento do patrimônio brasileiro, cantando o hino nacional e sacudindo bandeiras do Brasil, como fizeram os ratos do Congresso na noite desta quarta-feira (10).

Rodrigo Maia nunca escondeu de ninguém que é um office boy do mercado. Por isso embarcou apressado na fragata de Paulo Guedes, a de detonar as conquistas dos trabalhadores e extrair deles o sangue para que os banqueiros suguem gostosamente o pescoço de cada brasileiro.

Com isso, Maia cacifou-se para saltos mais altos, porque agora, mais do que nunca, estará rodeado da pura nata da plutocracia, até para uma candidatura à presidência em 2022. Daí o seu choro patético por ter agradado tanto à patrãozada.

 

*Da redação

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: