29 de novembro de 2020
  • 20:40 Ibope: Na chegada, Manuela vira em Porto Alegre
  • 19:55 Há chance real de vitória de Boulos, é o que vê diretor do Datafolha
  • 18:50 Vídeo: França explode em protestos contra policiais racistas
  • 17:40 Eduardo Moreira: ‘Boulos reúne características raras de serem vistas juntas’
  • 15:29 Dallagnol, o extremo picareta, diz que a extrema direita tem medo do juiz extremo corrupto

Autoridades ucranianas consideram ataque terrorista, disparo de míssil terra-ar e falha no motor principais versões da queda do voo PS752 no Irã.

“Diferentes versões da repentina queda do avião estão sendo estudadas, sendo as principais o abate por um míssil terra-ar, inclusive por um míssil Tor, uma vez que informação sobre a presença de destroços de um míssil russo próximo ao local da catástrofe aérea já surgiu na Internet, choque com um drone ou outro objeto voador, falha e explosão do motor por razões técnicas e uma explosão dentro da aeronave como resultado de um ataque terrorista”, declarou o secretário de Segurança Nacional da Ucrânia, Aleksei Danilov, segundo o portal Tsenzor.net.

Ainda de acordo com Danilov, o envio de uma comissão investigadora ucraniana para o local do acidente está sendo acertado com as autoridades iranianas. O objetivo seria buscar destroços de um míssil antiaéreo.

A Ucrânia também tem empregado esforço diplomático para maior participação nas investigações envolvendo as caixas-pretas da aeronave.

Anteriormente, um documento elaborado por autoridades iranianas disse que o avião pegou fogo antes de se chocar com o solo.

Tragédia

Ontem (8) um avião de modelo Boeing 737-800, realizando o voo P752 Teerã-Kiev, caiu próximo ao Aeroporto Internacional Imã Khomeini, em Teerã, após sua decolagem.

 

 

*Com informações do Sputnik

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. afonso Schroeder Posted on 9 de janeiro de 2020 at 10:00

    Não podemos nem opinar a distância nos impede.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: