24 de setembro de 2020
  • 22:58 O ressentimento dos racistas com ascensão dos negros, ficou escancarado na reação ao Magalu
  • 20:36 Lula discursará na ONU e FHC no Roda Viva. Cada qual no seu quadrado
  • 18:52 Ministério Público Federal pede a cabeça de Salles e quer urgência da justiça
  • 18:09 Desmatamento: Bolsonaro usa dados positivos dos governos Lula e Dilma para se defender de críticas da França
  • 16:33 Vexame do Brasil na ONU expõe judiciário ao mundo por tirar Lula da eleição para Bolsonaro ser o presidente

Relatos são de que os diretores se trancaram em suas salas em meio à revolta dos trabalhadores que, sob a ameaça de perder direitos e até mesmo o emprego, ocupam a sede das instituição desde o início da tarde desta sexta-feira (10).

Uma grande mobilização de servidores tomou a Casa da Moeda nesta sexta-feira (10) contra o sucateamento da empresa pública que está no pacote de privatização do ministro da Economia, Paulo Guedes. A manifestação acontece desde às 15h após uma entrevista concedida pelo diretor da instituição, Fábio Rito, que disse que seria necessário promover cortes para “tornar a empresa competitiva”..

“Hoje, após uma entrevista MENTIROSA dada ao Globo News pelo Diretor Fábio Rito, os trabalhadores se revoltaram e foram se manifestar”, declarou a usuária do Twitter Gabe Dalavigna, que fez uma sequência de tuítes relatando o que está acontecendo na Casa da Moeda.

Ela ainda relatou alguns dos ataques sofridos pelos funcionários. “As modificações feitas em relação aos trabalhadores são comunicadas APÓS o expediente do trabalhador, para não ter possibilidade de manifestações por parte dos mesmos, por causa disso, muitos estão com medo de dormir e acordar sem mais algum direito ou até mesmo sem o emprego”, tuitou.

“O que provocou a revolta? Eles tiram nossa insalubridade em cima do piso da casa. Tiram nosso vale alimentação. Tiram nosso cartão remédio. Aumentam o plano de saúde em 75% para os dependentes. Tiram a creche. Tudo isso já é motivo suficiente para nos revoltarmos e ainda ouvir um diretor falar que tem que privatizar? Aí não dá!”, relatou um moedeiro.

De acordo com relatos, a diretoria da Casa da Moeda chamou a polícia, mas os trabalhadores permanecem no local. Eles afirmam que só deixarão o prédio com a renúncia de Rito e o retorno dos direitos.

 

 

*Com informações da Forum

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: