13 de julho de 2020
  • 14:52 Pane na latrina: Ana Paula do Vôlei e JR Guzzo se fazem de mortos com a libertação do casal Queiroz
  • 19:12 O Globo quer “perdoar o PT” por ter cometido o crime de tirar 40 milhões da miséria
  • 16:23 O pedido de perdão ao PT pelo Globo é mais um sinal de que a direita faliu e pede socorro
  • 13:58 Procuradores da Lava Jato têm medo porque sabem o que fizeram no sábado à noite, diz Gilmar Mendes
  • 11:35 Esse era o “exemplo de cidadania contra a corrupção” que deu golpe em Dilma

As ações da Petrobras registram a maior queda percentual da história nesta segunda-feira (9). Na mínima da sessão, as preferenciais (mais negociadas) tombaram 25,5% e as ordinárias (com direito a voto), 27%.

No momento, elas caem 24%, a R$ 17,34 e 23,5%, a R$ 18,40, respectivamente.

As quedas superam a desvalorização de cerca de 20% que os papéis tiveram no pregão do Joesley Day, que também contou com circuit breaker na Bolsa. Naquele dia, elas fecharam em queda de 15%.

Em valor de mercado, a estatal perde R$ 73 bilhões e vai a R$ 233 bilhões, o menor desde a paralisação dos caminhoneiros, em 2018.

Por volta das 10:30, Petrobras PN caía 23,96%, a 17,36 reais, e Petrobras ON recuava 24,61%, a 18,14 reais. Na sequência, os papéis tiveram as negociações suspensas depois que a bolsa acionou o mecanismo de circuit breaker após o Ibovespa cair 10%. Os negócios foram interrompidos por 30 minutos até às 11h01.

Analistas do Bradesco BBI cortaram a recomendação para os papéis da Petrobras para ‘neutra’, reduzindo o preço-alvo das preferenciais para 23,50 reais ante 38 reais, para incorporar “um cenário de preço do petróleo mais pessimista em nosso modelo após a enorme decepção com a última reunião da Opep e as repercussões anunciadas pela Arábia Saudita”.

“Mas sabemos que claramente existe risco de ‘downside’ nesse cenário (o que pode disparar revisões de previsões de lucros para baixo). Considerando o Brent no preço atual de 36 dólares, a ação estaria negociando a 9,2 vezes o Ebitda 2020.”

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: