23 de setembro de 2020
  • 22:58 O ressentimento dos racistas com ascensão dos negros, ficou escancarado na reação ao Magalu
  • 20:36 Lula discursará na ONU e FHC no Roda Viva. Cada qual no seu quadrado
  • 18:52 Ministério Público Federal pede a cabeça de Salles e quer urgência da justiça
  • 18:09 Desmatamento: Bolsonaro usa dados positivos dos governos Lula e Dilma para se defender de críticas da França
  • 16:33 Vexame do Brasil na ONU expõe judiciário ao mundo por tirar Lula da eleição para Bolsonaro ser o presidente

Não fossem os seguranças de Doria, a discussão possivelmente teria terminado em luta corporal.

Durante visita do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), ao Departamento de Operações Policiais Estratégicas – DOPE na manhã desta segunda-feira (16), o tucano e o senador Major Olímpio tiveram uma discussão quente.

Não fossem os seguranças do governador, Doria e Olímpio teriam, provavelmente, se agredido fisicamente. Na confusão, o senador chamou Doria de “vagabundo” e afirmou que ele estaria agindo como um moleque.

Major Olímpio foi expulso do local por seguranças. Em rede social, ele disse que Doria escalou policiais para o esperarem para que ele fizesse uma foto. “Mostrei a verdade e quando ele chegou, me insultou e se escondeu atrás de policiais que ele mesmo desvaloriza, mas que estão cumprindo sua missão e juramento. Covarde e mentiroso”.

 

*Com informações do 247

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: