21 de setembro de 2020
  • 19:44 TRE decide: Crivella está inelegível
  • 18:57 Lava-Jato descumpre decisão do STF e não entrega a Lula documentos de leniência da Odebrecht
  • 18:10 Bolsonaro exalta o caos para tentar esconder seu fracasso
  • 17:25 Apoie o Blog Antropofagista
  • 17:01 Por que a tara da mídia pelo fracasso de FHC e o ódio pelo sucesso de Lula?

Conselho Federal de Medicina Veterinária disponibilizou dados de 140 mil profissionais de todo o país.

O Ministério da Saúde pediu ao Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) o cadastro de médicos-veterinários que possam ser recrutados para trabalhar no Sistema Único de Saúde (SUS) durante a pandemia.

Segundo o Conselho, foram fornecidos os dados de 140 mil profissionais de todo o país.

O pedido é parte da ação “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde” para cadastrar profissionais da saúde que podem ser convocados enquanto o país estiver em estado de emergência de saúde pública.

Além dos veterinários, profissionais das áreas de serviço social, biologia, biomedicina, educação física, enfermagem, fisioterapia e terapia ocupacional, fonoaudiologia, medicina, nutrição, odontologia, psicologia e técnicos de radiologia fazem parte da base de dados.

Os conselhos de cada profissão são responsáveis por enviar suas bases de dados e comunicar aos registrados que realizem o preenchimento do formulário.

Antes de serem convocados, os profissionais preencherão um formulário eletrônico, disponibilizado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (2). Os dados desses documentos serão cruzados com a base fornecida do CFMV para confirmar as informações.

Após essa fase de validação, eles passarão por uma capacitação obrigatória, com protocolos oficiais de enfrentamento à Covid-19 por meio de cursos à distância.

A portaria com a regulamentação foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (2).

O Ministério da Saúde ressaltou ao CFMV, em comunicado oficial, “o caráter obrigatório do cadastramento dos profissionais e da participação na capacitação” e que “identificará e informará ao conselho o respectivo profissional da área da saúde que não concluir os cursos de capacitação.”

O CFMV já havia criado um cadastro nacional de equipamentos veterinários que possam vir a ser usados no combate ao coronavírus.

A base reúne informações sobre três equipamentos até agora: ventiladores mecânicos, monitores multiparamétricos e concentradores de oxigênio.

O levantamento, que começou no último dia 20, tem cerca de 90 estabelecimentos e 200 equipamentos cadastrados.

 

 

*Carolina Moraes/Folha

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: