22 de outubro de 2020
  • 10:18 Editorial da Folha: É preciso conter Bolsonaro
  • 08:41 Quem saiu mais humilhado da história da vacina chinesa, Pazuello ou Bolsonaro?
  • 23:59 Depois de humilhar publicamente Pazuello, Bolsonaro diz que ele não sairá do governo
  • 18:52 Desde o fim de semana, Bolsonaro sabia da compra da vacina chinesa, mas cedeu à pressão de apoiadores
  • 17:33 Vídeo: Bolsonaro humilha Forças Armadas na guerra contra a vacina chinesa

O ressentimento dos racistas com a ascensão dos negros é um dos traços mais marcantes que o Brasil herdou da escravidão.

Foi esse azedume que apareceu de maneira inequívoca quando o Magazine Luiza optou por trazer para a sua administração, através de seleção, apenas candidatos negros.

Certamente, se fosse para as funções braçais como, por exemplo o de faxina, não teria essa reação.

Na verdade, isso seria visto como algo natural, porque o conceito brasileiro de civilização tem essa tradição em seu DNA.

Como disse brilhantemente Milton Santos:

“Aqui, o fato de que o trabalho do negro tenha sido, desde os inícios da história econômica, essencial à manutenção do bem-estar das classes dominantes deu-lhe um papel central na gestação e perpetuação de uma ética conservadora e desigualitária. Os interesses cristalizados produziram convicções escravocratas arraigadas e mantêm estereótipos que ultrapassam os limites do simbólico e têm incidência sobre os demais aspectos das relações sociais. Por isso, talvez ironicamente, a ascensão, por menor que seja, dos negros na escala social sempre deu lugar a expressões veladas ou ostensivas de ressentimentos (paradoxalmente contra as vítimas). Ao mesmo tempo, a opinião pública foi, por cinco séculos, treinada para desdenhar e, mesmo, não tolerar manifestações de inconformidade, vistas como um injustificável complexo de inferioridade, já que o Brasil, segundo a doutrina oficial, jamais acolhera nenhuma forma de discriminação ou preconceito.”

 

*Carlos Henrique Machado Freitas

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. lauritadaluzsilvacardoso Posted on 24 de setembro de 2020 at 11:12

    Ocorre que muitos dos saberes dos “brancos” vieram dos negros. A mineração, muitos remédios, a tecelagem . Mas omitem que não sabiam e aprenderam. estamos vendo agora o Racismo e o preconceito contra Lula devastando o País . A jornalista faz cara de nojo ao falar dele gostaria de ver seus ancestrais .

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: