4 de dezembro de 2020
  • 19:47 Sobrinho de Bolsonaro, é nomeado para cargo no Senado com salário de R$21.4 mil
  • 17:09 Covid-19: Bolsonaro ignora reunião da ONU com 90 presidentes
  • 14:44 ABJD pede investigação contra Sergio Moro no Ministério Público Federal e na OAB do Paraná
  • 14:02 Recorde de mortes por Covid nos EUA, 3.157 em 24hs. O pior está por vir
  • 12:14 Vídeo: Centrão, o nome eleitoral do dinheiro no Brasil

A desconsolação de um bufão que viu seu chão evaporar.

Esse foi Trump em seu pronunciamento que, de tanta mentira típica de quem se vê numa situação sem saída com a derrota que lhe abraça, que canais de TVs americanas tiraram o mastodonte do ar.

Isso mesmo, de maneira inédita tiraram o Presidente dos EUA do ar.

Trump agrediu a democracia e a ameaçou quando sentiu que está chegando a hora de pedir o chapéu e sair do comando do país.

No final, nitidamente abatido e de cabeça baixa, Trump não consegue esconder a desesperença de se manter na Casa Branca.

Trump nitidamente cambaleando e com aura de crepúsculo, balbuciou uma misteriosa saída fora da democracia, mas não conseguiu elaborar algo que fizesse vibrar seus seguidores.

Na verdade, Trump não conseguiu esconder seu abalo. Nem o teatro que costuma utilizar como retórica foi capaz de impressionar. E se ele tentou emparedar a democracia, sua declaração soou mais como despedida de quem foi esmagado nas urnas.

*Carlos Henrique Machado Freitas

Siga-nos no Whastapp: https://chat.whatsapp.com/FDoG2xe9I48B3msJOYudM8

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68
Agradecemos imensamente a sua contribuição

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: