25 de setembro de 2021
  • 22:15 Alexandre Garcia é demitido da CNN
  • 19:48 Vídeo: Fake news da Jovem Pan provoca revolta ao relacionar morte de jovem à vacina pfizer
  • 18:29 Alexandre Garcia, o idiota precoce da CNN
  • 16:09 Vídeo: Alexandre Garcia é vergonhosamente desmentido ao vivo pela CNN
  • 14:48 Em liminar, Barroso proíbe entrada de missões religiosas em terras indígenas

Promotora de Nova York diz que gigante das redes sociais agiu de forma ‘predatória’ contra concorrentes. FTC diz que pode pedir liminar obrigando empresa a vender WhatsApp e Instagram.

WASHINGTON – A Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC) anunciou a abertura de um processo contra o Facebook nesta quarta-feira, por práticas anticoncorrência. Segundo a comissão, ela vai pedir à Justiça uma liminar contra a empresa que pode incluir a exigência da venda dos aplicativos WhatsApp e Instagram.

A procuradora-geral de Nova York, Letitia James, que lidera um grupo de 48 estados que abriram um processo paralelo contra a empresa, afirmou que a gigante das redes sociais “usou vastas quantias de dinheiro para comprar rivais menores” de maneira ilegal e predatória, e cortou serviços para outras companhias que ameaçavam seu domínio do mercado.

O processo dos estados, aberto em um tribunal federal em Washington, pede que a Justiça “impeça a conduta anticompetitiva do Facebook”, segundo Letitia, que frisou ser fundamental que sejam bloqueadas as “aquisições predatórias”.

A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC) está investigando o Facebook há tempos, assim como os procuradores-gerais de estados americanos.

O Facebook é a segunda grande empresa de tecnologia processada nos EUA neste ano. O Departamento de Justiça processou o Google, da Alphabet, em outubro, por monopólio.

Em depoimento ao Congresso em julho, o presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, defendeu aquisições muito criticadas como as do Instagram e WhatsApp, dizendo que sua plataforma de mídia social ajudou a transformar as pequenas empresas em potências. Ele também argumentou que o Facebook tem uma série de concorrentes, incluindo outros gigantes de tecnologia.

O Facebook resolveu uma investigação de privacidade com a FTC em 2019, pagando US$ 5 bilhões para resolver as alegações de ter compartilhado indevidamente as informações de usuários com a agora extinta cosultoria Cambridge Analytica, cujos clientes incluíam a campanha de 2016 do presidente Donald Trump.

 

*Com informações de O Globo

Siga-nos no Whastapp: https://chat.whatsapp.com/FDoG2xe9I48B3msJOYudM8

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68
Agradecemos imensamente a sua contribuição

 

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Pingback: Governo e estados americanos abrem processo contra o Facebook por práticas anticoncorrência  – Brasdangola Blogue
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: