10 de novembro de 2021
  • 09:42 Pesquisa mostra Lula mais perto da vitória no primeiro turno
  • 09:03 Para a mídia, Lula virou uma batata quente, e não sabe como segurá-lo
  • 22:01 PEC dos precatórios: Câmara aprova texto em 2º turno
  • 18:05 STJ aceita recurso de Flávio Bolsonaro e anula decisões e provas da investigação das rachadinhas
  • 17:16 STF forma maioria para suspender emendas do orçamento secreto

Imagem postada nas redes sociais já acumula mais de 56 mil curtidas.

O padre Julio Lancellotti esteve na manhã desta terça (2) em viaduto na zona leste de São Paulo para derrubar pedras que foram colocadas pela prefeitura como medida para evitar moradores de rua.

“Derrubando as pedras embaixo do viaduto a marretadas”, escreveu o padre em publicação no Twitter. O post já tem mais de 56,4 mil curtidas e 10,4 mil compartilhamentos.

“Eu peguei uma marreta lá do próprio pessoal que está tirando as pedras. Eram duas marretas, sendo que uma está quebrada. É duro, eu sou velho. Mas eu acho que consegui tirar umas quatro”, afirma à coluna.

A Prefeitura de São Paulo informou na tarde de segunda (1º) que exonerou o servidor responsável pela ação, sem indicar qual o cargo e o departamento que ele ocupava.

 

 

Na manhã de sábado (31), a administração municipal afirmou desconhecer a obra e que uma sindicância havia sido aberta para apurar o ocorrido. A prefeitura ainda iniciou a retirada das pedras do viaduto Dom Luciano Mendes de Almeida.

“O que causa muito impacto é a forma como está aquilo. Parece a entrada de um campo de concentração nazista”, continua Lancellotti.

“É higienismo puro”, segue. Ele afirma que essa ação da prefeitura é uma “prova cabal” de improbidade administrativa. “Fazer um buraco e aí depois tapar o que fez. Qual foi o custo para mobilizar essas pedras, esse concreto? E agora todo o custo que está sendo para mobilizar pessoas e recursos para desfazer isso?”, diz.

Pequenos paralelepípedos foram instalados sob o viaduto Antônio de Paiva Monteiro, também no Tatuapé (zona leste de SP), no fim de 2020.

*Monica Bergamo/Folha

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/H61txRpTVWc7W7yyCu0frt

Siga-nos no Telegram: https://t.me/joinchat/IMjlP7niNwYSId8X

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Evair Nunes Posted on 2 de fevereiro de 2021 at 17:49

    Estivesse em São Paulo estaria ajudando padre Julio Lancelotti a quebrar o concreto e as pedras colocadas sob os viadutos, como assim, estranho alguém na administração municipal decide gastar uma pequena fortuna contratando empresa para colocar aquilo e ninguém dos escalões superiores havia autorizado? Além de tudo os Pessedebistas são covardes ao não assumirem as decisões contra as pessoas em situação de rua, bem e quanto a todos os outros demais viadutos onde form colocados objetos pontiagudos para impedir a presença de pessoas em situação de rua, ninguém da alta administração tucana-pilantra é responsável também??

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: