14 de abril de 2021
  • 16:49 PF afasta delegado que usou “laudo paralelo” para beneficiar procuradores
  • 15:00 Assista ao vivo: Plenário do STF decide sobre a abertura da CPI do genocida
  • 13:48 Vídeo – Kajuru: Se CPI for séria pode levar ao impeachment de Bolsonaro
  • 11:52 Globo dobra a aposta na reeleição do genocida
  • 10:04 A CPI não é do genocídio, mas do genocida Bolsonaro

A capa da Veja é emblemática e não deixa dúvidas de que a mídia está muito mais preocupada com a intervenção de Bolsonaro na Petrobras do com que as mais 250 mil morte pela covid, provocadas pela sabotagem de Bolsonaro no combate à pandemia, à prevenção e à vacinação.

Para a mídia, é mais preocupante Bolsonaro ferir sua própria imagem como liberal do que assumir abertamente o comando de uma cruzada genocida em que fica perceptível a certeza de que, no Brasil atual, é crime não ser um liberal, mas não é crime provocar a morte de mais de 250 mil brasileiros.

Para a mídia, o importante é transmitir confiança aos investidores e não transmitir mensagens que promovam a redução da contaminação e, consequentemente, das mortes por covid.

Não foi por acaso que a mídia, de maneira uniforme, deixou de lado o histórico cretino de quem defende não só a ditadura, mas a tortura, para fechar apoio com quem prometia ser um liberal, mas que, com suas declarações e decisões, tem provocado terremotos no mercado.

Não há campanha para destituição e prisão desse assassino que, com o Brasil colapsado, ainda ontem, fez live contra o uso de máscaras. Talvez a mídia se importe mais, na fala criminosa de Bolsonaro, com a possível queda na venda das máscaras do que com a proteção da população.

Isso significa que é difícil saber quem tem um comportamento mais selvagem, se a mídia de mercado ou ainda com o eterno fã de Brilhante Ustra que parece ficar em êxtase cada vez que o país bate novo recorde diário de mortes por covid.

*Carlos Henrique Machado Freitas

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/H61txRpTVWc7W7yyCu0frt

Siga-nos no Telegram: https://t.me/joinchat/IMjlP7niNwYSId8X

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: