10 de janeiro de 2022
  • 20:37 Nas entrelinhas: É um erro imaginar que Bolsonaro não tenha um Plano B
  • 18:25 Governo destinou R$ 5,7 bilhões do orçamento secreto nos últimos dias de 2021
  • 17:02 Carta de general da Anvisa é histórica e humilhante para Bolsonaro
  • 16:07 Capitólio: não foi “acidente”
  • 12:37 Exército estuda não renovar contrato de militares que recusaram vacina

De acordo com o levantamento, 54% do eleitorado avaliam o desempenho de Jair Bolsonaro como ruim ou péssimo.

O governo Jair Bolsonaro é desaprovado por 60% dos brasileiros, aponta pesquisa PoderData divulgada nesta quinta-feira (9). No levantamento anterior, feito há 15 dias, este índice era de 56%. Ainda conforme o estudo, 31% do eleitorado aprova a atual gestão, uma ligeira queda em relação à pesquisa anterior, quando 33% disseram apoiar o governo.

O levantamento também destaca que 54% dos entrevistados avaliam o trabalho do chefe do Executivo como “ruim” ou “péssimo”, ante 57% do estudo anterior.

Ainda assim, o índice confirma que a avaliação negativa do governo segue em alta. Mais da metade da população não vê o presidente como um bom gestor e a percepção positiva sobre Bolsonaro ficou estagnada em 22%, repetindo os menores resultados registrados pela PoderData.

Os que disseram considerar o desempenho de Bolsonaro “regular” totalizam 20%, contra 16% na última pesquisa. Os que não souberam responder são 4%. Ainda de acordo com a pesquisa, a diferença entre os que acham Bolsonaro “ótimo” ou “bom” e “ruim” ou “péssimo” foi de 32 pontos percentuais, ante o recorde de 35 pontos apontado há 15 dias.

Os números dão fortes indícios de que as motivações da avaliação negativa de Bolsonaro estão relacionadas a questões econômicas. Em setembro do ano passado, quando o grupo que considerava seu governo bom ou ótimo era maior do que aquele que o considerava ruim ou péssimo, a maior parte dos brasileiros também apontava melhora na vida com o presidente. Naquele momento, 37% dizia ter sua vida alavancada por Bolsonaro, enquanto 28% indicava piora desde que o ex-capitão assumiu. Foi neste período parcela considerável da população recebeu o Auxílio Emergencial.

No gráfico, é possível ver que as curvas entre os dois grupos se invertem ainda antes de janeiro. É neste mesmo momento que Bolsonaro também passa a ter avaliação negativa superando a avaliação positiva pela primeira vez.

A pesquisa foi realizada entre os dias 6 e 8 de dezembro de 2021 por meio de 3 mil entrevistas em 489 municípios das 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual, para mais ou para menos.

Caros Leitores, precisamos de um pouco mais de sua atenção

Nossos apoiadores estão sendo fundamentais para seguirmos nosso trabalho. Leitores, na medida de suas possibilidades, têm contribuído de forma decisiva para isso. Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica

Agência: 0197
Operação: 1288
Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: