11 de agosto de 2022
  • 20:09 Presidente do BC desmascara Bolsonaro: ‘não é verdade’ que bancos perdem dinheiro com Pix
  • 19:20 Vídeo: Arthur Lira mostrando como funciona e para quem funciona o orçamento secreto, tirado do suor do povo na compra de apoio
  • 17:16 TCU apura gastos irregulares de R$ 100 milhões em hospital federal do Rio sob influência de Flávio Bolsonaro
  • 16:47 Por unanimidade, Conselho de Ética aprova pedido de cassação do bolsonarista Gabriel Monteiro
  • 14:15 Celso de Mello: “obscurantismo retrógrado de um ditador travestido de político”

Em nota, o jornal inglês declarou estar “muito preocupado” com o desaparecimento de Phillips e que está em contato com as autoridades britânicas no Brasil, segundo a Forum.

O indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Philips, correspondente do The Guardian no Brasil, estão desaparecidos há mais de 24 horas após saírem para uma missão de visitas a comunidades e trabalho de campo. Pereira era alvo de ameaças.

A UNIVAJA, a partir de informações colhidas, afirma que a equipe recebeu ameaças em campo. Além disso, também afirmam que outros membros da UNIVAJA também foram alvos de ameaças. Os relatos e a desaparecimento de Bruno Pereira e Dom Philips já oficializados para a Polícia Federal, ao Ministério Público Federal em Tabatinga, ao Conselho nacional de Direitos Humanos e ao Indigenous Peoples Rights International.

Natural de Merseyside, no Reino Unido, o jornalista Dom Philips atua no Brasil desde 2007. Atualmente ele está sediado em Salvador, na Bahia.

No Brasil ele faz produz matérias para o The Guardian, Financial Times, New York Times, The Intercept, The Obsrver, The Independent, The Daily Beast.

Entre os anos de 2014 e 2016 fez coberturas sobre o Brasil para o Washington Post. Atualmente, Dom Philips trabalha de maneira recorrente para o The Guardian.

Atualmente, Dom Philips trabalha na escrita de um livro sobre o meio ambiente que conta com o apoio da Fundação Alicia Patterson.

The Guardian manifesta preocupação

Em nota, o jornal The Gurdian manifestou preocupação. “O The Guardian está muito preocupado e está buscando urgentemente informações sobre o paradeiro e a condição do Sr. Phillips. Estamos em contato com a embaixada britânica no Brasil e autoridades locais e nacionais para tentar estabelecer os fatos o mais rápido possível”.

O jornal destaca o trabalho de Phillips em torno da Amazônia e que nos últimos anos ia constantemente à região para relatar a crise no meio ambiente brasileiro, bem como o assassinato de líderes indígenas.

Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica Agência: 0197

Operação: 1288

Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768 – CPF

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: