Categorias
Cotidiano

Viradouro, a escola campeã do Rio de 2024

Viradouro: escola campeã falou da força da mulher negra e levou serpente gigante para a Sapucaí.

O enredo aborda épicas batalhas da costa ocidental africana, que influenciaram as lutas das guerreiras Mino, do reino de Daomé, iniciadas espiritualmente pelas sacerdotisas voduns, dinastia de mulheres escolhidas por Dangbé.

Confira a letra do samba:
Eis o poder que rasteja na terra
Luz pra vencer essa guerra, a força do vodun
Rastro que abençoa Agojiê
Reza pra renascer, toque de Adarrum
Lealdade em brasa rubra, fogo em forma de mulher
Um levante à liberdade, divindade em Daomé
Já sangrou um oceano pro seu rito incorporar
Num Brasil mais africano, outra areia, mesmo mar

Ergue a casa de Bogum, atabaque na Bahia
Ya é Gu rainha, herdeira do candomblé
Centenário fundamento da costa da Mina
Semente de uma legião de fé

Vive em mim
A lealdade das irmãs de cor
E a força que herdei de Hundé e da luta Minó
Vai serpenteando feito rio ao mar
Arco-íris que no céu vai clarear
Ayi! Que seu veneno seja meu poder
Bessen que corta o Ayin-agbè
Sagrado Gume-kujo
Vodunsis o respeitam, clamam Kolofée
Os tambores revelam seu afé

Ê Alafiou, ê Alafiá, é o ninho da serpente
Jamais tente afrontar
(preparado pra lutar)

Arroboboi meu pai, Arroboboi Dangbê
Destila seu axé na alma e no couro
Derrama nesse chão a sua proteção
Pra vitória da Viradouro

Categorias
Cotidiano

Vídeo: Moradora impede entregador de usar elevador social; caso é registrado como injúria por preconceito

João fazia uma entrega de garrafas de água mineral quando a mulher barrou a entrada dele junto com ela no equipamento e exigiu que ele usasse o “de serviço”.

Uma moradora de um condomínio em Jacarepaguá impediu o entregador João Eduardo Silva de Jesus de usar o elevador social. O entregador, que gravou o momento em que é impedido pela moradora e orientado a usar o elevador de serviço, foi à polícia, e o caso foi registrado como injúria por preconceito. A moradora será chamada para depor na 32ª DP (Taquara).

João fazia uma entrega de garrafas de água mineral quando a mulher barrou a entrada dele junto com ela no equipamento e exigiu que ele usasse o “de serviço” na tarde de domingo (4).

“Ela fez tanta questão de uma coisa tão fútil, sabe? Um pouco pela minha cor também e pela classe social, talvez por eu ser entregador. É triste, é desgastante também. Desgaste emocional, to um pouco abalado. A gente acorda cedo para trabalhar, para correr atrás do pão de cada dia e se depara com pessoas assim”, afirmou João.

No prédio, há dois elevadores e apenas um botão para chamá-los. Segundo moradores, normalmente é usado o primeiro que chega, independentemente de a pessoa morar no local, ser trabalhador em serviço ou visitante.

Imagens feitas pelo próprio entregador mostram a mulher, que foi identificada por testemunhas como Cláudia, dizendo para ele usar o elevador “de serviço”. A lei municipal do Rio 3.629/2003 proíbe qualquer tipo de discriminação no uso dos elevadores na cidade, seja em virtude de raça, sexo, cor, origem, condição social, idade, porte ou presença de deficiência e doença não contagiosa.

Durante a discussão no elevador, mantido com a porta aberta enquanto a mulher impedia o entregador de subir junto com ela, a vítima citou a lei municipal de 2003. “Isso é uma lei agora [não haver discriminação no uso do elevador]. A senhora não sabe? Se a senhora não sabe, está sabendo agora. E eu vou subir, sim”, afirmou João.

“Eu sou condômina. Eu pago condomínio. Você paga?”, disse a moradora em outro momento da discussão. João retrucou: “Tu paga condomínio… Qual diferença tem se tu é condômina ou não? Tu é melhor que eu? (sic)”, respondeu João.

Enquanto a moradora e o entregador discutiam, mais pessoas chegaram para usar o elevador. Uma mulher, identificada como Sharlene, foi ao prédio acompanhada da mãe para visitar o namorado. As duas viram a cena e tentaram ajudar João, que pediu para chamarem o porteiro.

A agressões só terminaram depois que o porteiro chegou e pediu para que João saísse do elevador para evitar desgastes. A vítima seguiu a orientação, mas levou o caso para a polícia.

Categorias
Cotidiano

Ministro dos Direitos Humanos viverá abolicionista Luiz Gama em desfile da Portela

Além dele, o ator Lázaro Ramos também vai dar vida ao personagem, que foi um dos principais líderes do movimento pela libertação dos escravos no Brasil.

O ministro Silvio Almeida, dos Direitos Humanos e da Cidadania, confirmou sua participação no desfile da Portela no Carnaval 2024. Ele vai interpretar o advogado abolicionista Luiz Gama, tema do enredo “Um defeito de cor”, baseado no romance de Ana Maria Gonçalves.

Além dele, o ator Lázaro Ramos também vai dar vida ao personagem, que foi um dos principais líderes do movimento pela libertação dos escravos no Brasil. O enredo vai mostrar a trajetória de Gama, desde sua infância na Bahia até sua atuação como jurista em São Paulo, destacando a influência de sua mãe, Luiza Mahim.

Silvio Almeida é advogado, professor e doutor em Direito, e foi o primeiro presidente do Instituto Luiz Gama, uma entidade que defende os direitos humanos, especialmente dos negros e das minorias. Ele visitou o barracão da Portela no dia 13 de janeiro e aceitou o convite da escritora Ana Maria Gonçalves, que é a autora do livro que inspirou o enredo.

Outra integrante do governo Lula que vai desfilar no Carnaval é a ministra Sonia Guajajara, dos Povos Indígenas. Ela vai representar o povo Yanomami no desfile do Salgueiro, que tem como enredo “A floresta que se move”.

 

Categorias
Cotidiano

Luto: Morre Zagallo, aos 92 anos

O “Velho Lobo” é uma das únicas três pessoas a terem vencido Copas do Mundo tanto como jogador quanto como treinador.

Faleceu na madrugada deste sábado (6/1) Zagallo, aos 92 anos. O “Velho Lobo”, uma das figuras mais importantes do futebol brasileiro. A informação foi confirmada pelo perfil oficial do ex-jogador.

Mario Jorge Lobo Zagallo nasceu em 9 de agosto de 1931, em Atalaia. Começou sua carreira no América-RJ, seu clube do coração. Depois, se transferiu para o Flamengo, onde conquistou um tricampeonato carioca (1953, 1954 e 1955). Após o Rubro-Negro, foi para o Botafogo, onde voltou a vencer estaduais, além da Taça Brasil.

Pela Seleção Brasileira, Zagallo esteve presente nas disputas dos Mundiais de 1958 e 1962, conquistadas pelo Brasil.

Treinador
Após se aposentar dos gramados em 1966, iniciou a carreira de treinador no juvenil do Botafogo. Treinou o profissional do Fogão em quatro oportunidades, o Flamengo três vezes, o Vasco em duas oportunidades, além de Fluminense, Al-Hilal, Bangu e Portuguesa.

Zagallo foi o treinador da icônica Seleção Brasileira de 1970, tricampeã mundial no México. Foi coordenador de Parreira em 1994, Copa que o Brasil também venceu, nos Estados Unidos, além de ter sido vice campeão como treinador da Seleção em 1998, na França. Trabalhou também na Copa de 2006, novamente na comissão técnica de Parreira.

As informações são do Metrópoles

Categorias
Cotidiano

homem desmaia no consultório ao saber que será pai de trigêmeos

Médico do Guarujá fez suspense antes de revelar que mulher daria luz a trigêmeos; ela já é mãe de duas meninas e tomava anticoncepcional.

São Paulo – Um homem desmaiou ao saber que seria pai de trigêmeos no último dia 26 enquanto sua esposa fazia um exame de ultrassom no Guarujá, litoral de São Paulo. O vídeo foi publicado pelo médico radiologista Hugo Garcia e viralizou nas redes sociais.

Na gravação, é possível ouvir Hugo conversando com a paciente, Carolina Rodrigues, de 29 anos, e com Natan Reis, de 21, que moram em Cubatão, também na Baixada Santista. A mulher diz ao médico que já é mãe de duas filhas e que não estava tentando engravidar. Ela afirma, inclusive, que estava tomando anticoncepcional.

Durante a ultrassonografia, o médico faz suspense e, em um primeiro momento, anuncia a chegada de gêmeos: “Não é a gente que escolhe nossos filhos. Lá em cima, com o Papai do Céu, mora um monte de anjinho para cuidar deles. E essa mamãe foi muito abençoada. […] Ela é tão excelente mãe que dois anjinhos escolheram ela”, afirma.

O casal fica surpreso com a notícia: “Eu estou muito feliz”, diz a mãe.

O médico então continua. “Mas eu fiquei sabendo que teve briga lá no céu. Porque, na verdade, três escolheram, três escolheram a mamãe.” Nesse momento, é possível ouvir o barulho de Natan caindo no chão desmaiado.

Categorias
Cotidiano

Assédio, perseguição e vasectomia: pastores vão à Justiça contra a Igreja Universal

Vários pastores da Igreja Universal procuraram a Justiça e denunciaram perseguição, falsas promessas e proibição de ter filhos.

Assédio moral, perseguição e proibição de gerar herdeiros. Essas são algumas das acusações imputadas à Igreja Universal do Reino de Deus em processos movidos por ex-obreiros, pastores e esposas de pastores que outrora integraram a instituição religiosa, diz o Metrópoles.

Em uma das ações, à qual o Metrópoles teve acesso, a igreja é acusada de “compelir” um ex-pastor a realizar uma vasectomia – procedimento que deixa o homem incapaz de gerar filhos – “em uma clínica clandestina localizada na Comercial Norte, em Taguatinga, no Distrito Federal”, e a “obrigar” que o homem e a esposa dele “se filiassem a um partido político como uma condição obrigatória para permanência no cargo pastoral”.

No processo, registrado no Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10), o ex-pastor da Universal cobra quase R$ 500 mil em dívidas trabalhistas. O autor da ação expõe, ainda, que a instituição estabelecia metas para recolhimento de dízimos e, em caso de não cumprimento, aplicava puniçõesImagem em preto em branco de um frame de processoEm outro processo, movido no mesmo tribunal, um segundo pastor narra práticas semelhantes que, supostamente, ocorriam dentro da instituição religiosa. No documento, o ex-integrante do templo conta que já atuava como pastor no local quando se apaixonou pela atual esposa. Para ficar com a amada, contudo, precisou da permissão de um superior, que também lhe informou a exigência da vasectomia em caso de um casamento.

Categorias
Cotidiano

Vídeos: Dia de fúria: revoltada com atendimento, mulher invade de carro recepção de hospital

Insatisfeita com o atendimento dado à irmã, uma mulher invadiu de carro a recepção do hospital de emergência em Resende, no Rio. O carro quebrou a porta de vidro e só parou depois de seguir por mais de dez metros dentro da unidade de saúde.

Funcionários e pacientes se assustaram, mas ninguém ficou ferido. Após a invasão, a motorista saiu do carro aos berros. Ela foi presa em flagrante pela Polícia Civil por dano qualificado e direção perigosa.

“Quando ela sai de casa, ela já sai com essa intenção. Então, a intenção não era apenas socorrer a sua irmã. A intenção era descontar toda a sua raiva no hospital, colocando em risco diversas pessoas que estavam ali”, disse o delegado Michel Floroschk.

A mulher já tinha levado a irmã ao hospital, por volta de meio-dia, por causa de uma contusão no joelho.

“Foi constatado que não havia trauma, apenas escoriações. Às 12h16, ela foi medicada e minutos depois liberada, pois não havia nenhuma indicação de internação ou qualquer outro tratamento”, informou o hospital.

Por volta de 15h, a irmã voltou a sentir dor. “E aí ela acionou novamente o Samu e o Samu informou: ‘Olha, estamos em um outro atendimento e logo iremos buscar a sua irmã”, acrescentou o delegado.

Sem querer esperar a ambulância diante do problema, a mulher transportou a irmã, que sofre de obesidade, deitada no porta-malas do carro. No caminho para o hospital, ela chegou a pegar a Via Dutra com o veículo com a porta do porta-malas aberta

“Chegando na porta do hospital, ela engatou a primeira e invadiu o hospital, quebrando a porta, quebrando tudo”, disse o delegado.

A motorista foi levada para a delegacia e vai ficar presa. Ela passará por uma audiência de custódia nesta quinta-feira (21) que vai definir se ela responderá em liberdade ou terá a prisão preventiva decretada.

“No momento, a fiança não vai ser arbitrada porque ela deve passar por audiência de custódia, até mesmo para ver se ela coloca em risco a sociedade, ou não”, concluiu o delegado.

A limpeza dos estilhaços do vidro foi feita e o hospital seguiu funcionando normalmente — não houve interrupção no atendimento. A assessoria de comunicação da prefeitura de Resende, responsável pela administração da unidade, emitiu uma nota sobre o caso. Leia na íntegra:

“A mulher havia trazido sua irmã com uma contusão no joelho. Às 11h52 ela foi atendida na recepção; às 11h55 pelo ortopedista, que indicou a realização de Raio-X e, após a realização do exame, foi constatado que não havia trauma, apenas escoriações. às 12h16 ela foi medicada; e minutos depois, liberada, pois não havia nenhuma indicação de internação ou qualquer outro tratamento.

Por volta das 15h, mais de duas horas depois, a mulher volta trazendo sua irmã no porta-mala do carro, e entra com o carro na Hospital de Emergência, quebrando o vidro de entrada, mas, felizmente, não ferindo ninguém. A PM levou a mulher para apurar o caso.”

Categorias
Cotidiano

Marcelinho Carioca é solto de cativeiro e encontrado pela polícia

Antes de sair de cativeiro, Marcelinho Carioca gravou vídeo dizendo que havia se envolvido com mulher casada.

São Paulo – O ex-jogador de futebol Marcelinho Carioca foi libertado do cativeiro em que era mantido desde a noite desse domingo (18/12). O ex-atleta está sendo levado para o Departamento Antissequestro da Polícia de São Paulo.

Pouco antes de ser libertado pelos sequestradores, o ex-jogador gravou um vídeo confirmando que estava em um cativeiro e dizendo que havia se envolvido com uma mulher casada no show do cantor de pagode Thiaguinho, na Arena Corinthians.

“Eu tava no show em Itaquera, curtindo lá um samba, e aí eu saí com uma mulher que é casada. Fui saber depois. O marido dela me pegou, me sequestrou e esse foi o B.O.”, diz Marcelinho no vídeo.

A Polícia Civil de São Paulo confirmou nesta segunda-feira que o ex-jogador foi sequestrado após ir ao show de Thiaguinho na Neo Química Arena, o Itaquerão, na zona leste da cidade.

Os policiais apuram se a mulher que aparece nas imagens ao lado de Marcelinho faz parte de uma quadrilha envolvida no sequestro ou se as informações que o ex-jogador e ela dizem no vídeo estão corretas.

Três pessoas já foram detidas pela polícia. Elas estão ligadas a contas bancárias que foram repassadas à família de para transferir o dinheiro do resgate.

Categorias
Cotidiano

PM de São Paulo prende dois suspeitos pelo sequestro de Marcelinho Carioca

As prisões ocorreram nas proximidades do local onde o carro do ex-atleta foi encontrado, na cidade de Itaquaquecetuba, região metropolitana de São Paulo.

A Polícia Militar de São Paulo prendeu nesta segunda-feira, 18, dois indivíduos suspeitos de participarem do sequestro do ex-jogador de futebol Marcelinho Carioca. As prisões ocorreram nas proximidades do local onde o carro do ex-atleta foi encontrado, na cidade de Itaquaquecetuba, região metropolitana de São Paulo, informa Igor Gadelha, do Metrópoles.

Marcelinho Carioca está desaparecido desde domingo, 17, conforme informações da Polícia Militar. Até o momento, as autoridades não divulgaram as identidades dos suspeitos detidos.

O caso foi registrado oficialmente na Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes, também na Grande São Paulo, por meio de um boletim de ocorrência que descreve o ocorrido como “desaparecimento de pessoa e localização de veículo”. As circunstâncias do desaparecimento do ex-jogador estão sendo investigadas pelas autoridades policiais.

 

Categorias
Cotidiano

“Justiceiros”do Rio divulgam fotos com mãos manchadas de sangue e soco-inglês, após agressão a suspeitos de roubo

Fotos com as mãos manchadas de sangue e equipadas com soco-inglês foram postadas por integrantes dos chamados justiceiros, que foram às ruas para “caçar” ladrões em Copacabana. Eles usam o aplicativo WhatsApp e outras redes sociais para se comunicar e compartilhar as imagens, além de divulgar vídeos com as agressões.

Um dos casos ocorreu na terça-feira (5), quando um jovem foi espancado por mais de dez pessoas na Rua Djalma Ulrich, em Copacabana. Ele foi acusado de roubar um celular, mas negou o crime. “Me bateram muito”, disse ele à polícia. No mesmo dia, um vendedor de balas foi confundido com um ladrão e também foi agredido pelo grupo, diz o g1.

O secretário de Segurança do Rio, Victor Santos, condenou a atitude dos “justiceiros” e disse que eles também são criminosos. “Justiceiro é o berço da milícia. É exatamente isso, um grupo que se acha acima do bem e do mal, que se acha no direito de fazer justiça com as próprias mãos. E antes da milícia, nós tínhamos os grupos de extermínio. Praticam crimes com o objetivo de evitar crimes. Na verdade, são todos eles criminosos. O justiceiro é criminoso”, afirmou Santos, em entrevista à GloboNews.

A Polícia Civil informou que está analisando vídeos e imagens para identificar os envolvidos e esclarecer os fatos. Os delegados da 12ªDP (Copacabana) e 13ªDP (Ipanema) estão atuando nas investigações. Fazer “justiça com as próprias mãos” é crime previsto no artigo 345 do Código Penal Brasileiro.