11 de agosto de 2022
  • 20:09 Presidente do BC desmascara Bolsonaro: ‘não é verdade’ que bancos perdem dinheiro com Pix
  • 19:20 Vídeo: Arthur Lira mostrando como funciona e para quem funciona o orçamento secreto, tirado do suor do povo na compra de apoio
  • 17:16 TCU apura gastos irregulares de R$ 100 milhões em hospital federal do Rio sob influência de Flávio Bolsonaro
  • 16:47 Por unanimidade, Conselho de Ética aprova pedido de cassação do bolsonarista Gabriel Monteiro
  • 14:15 Celso de Mello: “obscurantismo retrógrado de um ditador travestido de político”

Quem minimamente decente acredita na farsa das toalhinhas brancas que surgiram de todas as partes para cobrir a barriga de Bolsonaro, sem furo, sem sangue, sem nada?

Mais que isso, foi o dia em que, na vida, Adélio Bispo recebeu mais carinho e proteção, vindo, imagina isso, dos seguranças de Bolsonaro.

Na época, surgiu a frase, case com alguém que te trate com tanta proteção e carinho como Adélio foi tratado depois da suposta facada.

Aliás, outro detalhe curioso dessa família é que, quatro anos depois do evento, ninguém fez uma crítica sequer a Adélio.

De uma coisa ninguém pode reclamar, o circo de hoje saiu bem mais barato do que da última vez em que requentaram a armação, internando Bolsonaro, entupido, quando foi dada uma fortuna para que o médico, mais conhecido meio como especialista em facada em Juiz de Fora, viesse do exterior com dinheiro público para dizer que Bolsonaro tinha defecado e que estava pronto para defecar nos microfones.

Gustavo Bebianno disse que o autor dessa armação grosseira, foi Carluxo e ainda disse os motivos, já que o próprio estava lá e viu o 02 organizar o picadeiro.

O fato é que, assim como em 2018, Bolsonaro usou isso para fugir dos debates, por não ter qualquer projeto para o país, quase quatro anos depois de um governo que transborda fracassos, que não produziu qualquer coisa boa para o Brasil e os brasileiros, o sujeito tem que esturricar o ramerrão solado da facada, porque pretende se reeleger fugindo de qualquer cobrança, que agora seria mais dura, sobre suas propostas para continuar não governando o país por mais quatro anos.

Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica Agência: 0197

Operação: 1288

Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768 – CPF

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Carlos Henrique Machado

Compositor, bandolinista e pesquisador da música brasileira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: