21 de junho de 2021
  • 09:11 A raiz do genocídio no Brasil está na economia, no neoliberalismo imposto por Moro e Bolsonaro
  • 22:16 Renan diz que CPI investigará ‘coisas escandalosas’ sobre compra da Covaxin
  • 19:44 Moro é desconvidado de evento sobre ética após protestos de pesquisadores
  • 18:19 Manifesto repudia invasão da polícia a terreiros nas buscas por Lázaro
  • 16:44 Desemprego e inflação recorde fazem do Brasil o 2º país mais desconfortável

Em entrevista ao jornal O Globo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, critica o governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro e diz que falta uma agenda para o Brasil.

Maia foi alvo de críticas durante as manifestações organizadas pela extrema-direita e reage: “O Executivo não tem uma agenda formulada e o país está caminhando para o ‘colapso social’.

Maia também critica o ministro da Educação, Abraham Weintraub , por não se comportar como deveria: “Ele não é ator, é ministro”.

Sobre a relação com o presidente da República, diz que de sua parte, “é uma relação de diálogo, de construção de uma pauta que tire o Brasil do caminho que está indo, de um colapso social muito forte” .

Indagado sobre as manifestações pró-reformas do dia 26 de maio, o presidente da Câmara disse que foi um ato “basicamente do governo”:

“Manifestação é para ser respeitada. Foi uma manifestação basicamente do governo atacando àqueles que podem ajudar a agenda do próprio governo. Mas a agenda de reformas é maior que esse governo.”

“Não sei. Da minha parte é uma relação de diálogo, de construção de uma pauta que tire o Brasil do caminho que está indo, de um colapso social muito forte. Para onde a gente está indo não é bom.[…] Estamos caminhando de forma muito rápida para esse colapso social.”

 

 

 

 

 

 

 

 

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: