29 de maio de 2022
  • 19:38 Douglas Belchior denuncia empresa que treina policiais rodoviários para torturar
  • 18:37 Medo de perder emprego se tornou assombro crescente no início do ano, diz pesquisa
  • 15:14 O cerco da mídia contra Lula vai aumentar
  • 14:58 Papuda: mães, irmãs e avós de presos são “vendidas” para pagar dívidas
  • 12:53 Lula: “Bolsonaro não dormiu depois do resultado da pesquisa”

Pra que estudar se um ignorante pode chegar à presidência?

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) anunciou nesta terça-feira (4) o corte de mais 2,7 mil bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Segundo o G1, o congelamento não afetará nenhum bolsista que atualmente recebe o benefício.

Serão cortadas:

– 2.331 bolsas de mestrado
– 335 de doutorado
– 58 de pós-doutorado

A redução chega a 6.198 bolsas em 2019. O novo bloqueio representa redução de R$ 4 milhões em 2019 e, até 2020, deve representar R$ 35 milhões.

O órgão também anunciou mudanças na política de concessão das bolsas de pós-graduação, congelando recursos no seguinte critério:

– Cursos com duas avaliações nota 3 consecutivas
– Cursos avaliados com nota 4 e que caíram para a nota 3

“O Programa Institucional de Internacionalização (Print) também sofreu mudanças: o prazo foi estendido de quatro para cinco anos. De acordo com a Capes, ‘a medida não altera o total de recursos destinados à ação, nem prejudica o desenvolvimento do programa'”, conta a reportagem.

 

 

 

 

 

*Com informações do 247

 

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: