16 de abril de 2021
  • 22:18 Vídeo: Thaméa Danelon, que receita cloroquina, diz que a anulação das condenações de Lula é golpe contra Lava Jato
  • 19:54 Ciro disputa com Vera Magalhães e Cantanhêde o troféu de viúva Perpétua da Lava Jato
  • 18:22 Vídeo: Flagrante de um cagão que arrotava golpe sem nada nas mãos
  • 16:29 Sem governo federal, governadores se reúnem com ONU e pedem ajuda humanitária com mais vacinas e insumos
  • 14:12 Com a anulação das condenações de Lula, mídia tratará a Lava Jato com um romance esquecido

Renda do trabalho dos jovens encolhe 17% entre 2014 e 2019, mostra estudo do economista Marcelo Neri, da FGV Social.

O Brasil vive o mais longo período de aumento de desigualdade da sua história, com crescimento da concentração de renda há 17 trimestres, segundo estudo do economista da FGV Social Marcelo Neri. O levantamento mostra ainda que o número de pobres cresceu no país e chegou a 23,3 milhões em 2017, dado mais recente. São pessoas que vivem com menos de R$ 233 por mês.

O desemprego elevado, que ainda atinge 12 milhões de pessoas, é a principal causa para a alta da desigualdade.

A dificuldade de encontrar uma vaga prejudica ainda mais os jovens. A renda do trabalho dos brasileiros com idade entre 20 e 24 anos encolheu 17% entre o quarto trimestre de 2014 e o segundo trimestre de 2019, diz o estudo.

 

*Com informações do Globo

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: