18 de janeiro de 2021
  • 19:15 Globo fabrica uma falsa dicotomia entre Dória e Bolsonaro, dois picaretas neoliberais
  • 16:00 Pequisa XP/Ipespe: Despenca a aprovação de Bolsonaro
  • 15:16 Vídeo: O inferno do cachorro louco ainda nem começou, terá início na quarta-feira com a saída de Trump
  • 12:41 Por que o trouxa Bolsonaro não recorreu ao “amigão” Trump para conseguir vacinas para o Brasil?
  • 11:31 Acuado, com medo de cair, Bolsonaro convoca o inferno

Dizer que Bolsonaro vem cometendo suicídio político, é um erro, pois mortos não se matam. O que Bolsonaro tem feito, atacando aliados, em sua autofagia ensandecida, é apenas covardia de quem não tem coragem de dizer à nação que aquele deputado que viveu 30 anos às custas do suor do povo sem produzir um único projeto, é o mesmo que preside o país e não tem a menor ideia do que está fazendo na cadeira da presidência.

O governo Bolsonaro é um filme de terror trash que, sem enredo, apela para a violência gratuita, sem qualquer elaboração técnica ou qualidade dos atores que fazem parte do elenco.

Se hoje, Bolsonaro chamou policiais federais de babacas, Paulo Guedes de burro chucro e Moro de ingênuo provinciano, ou seja, jeca, no mesmo passo, no dia seguinte em que um jovem negro é torturado e chicoteado em um supermercado, com a alegação de que tentou roubar um chocolate, ele elogia os torturadores que mataram o pai de Michelle Bachelet, de maneira proposital, como forma de aplaudir o açoite do menino. Bolsonaro não quer outra coisa, senão fugir dos assuntos que aterrorizam hoje os brasileiros, a volta da miséria e, com ela a fome, o desemprego crescente, a epidemia de bicos, o tombo da atividade industrial, a quebra de milhares de comerciantes e, o pior, a falência da máquina do Estado prestes a travar com um iminente caos.

Bolsonaro se comporta como um rato assustado em campo aberto, que não sabe para onde ir. Sente o cheiro de sua morte política, mas não sabe quem e de onde vem o primeiro predador que o engolirá.

Enquanto isso, ele produz fumaça, criando furdunços até mesmo com o Papa, tudo para que não se recorde que esse incompetente está somente mantendo coerência com seu portfólio de 30 anos como deputado em que se mostrou, misericordiosamente, inútil, nulo, vivendo apenas dos mesmos rojões que utiliza na presidência para tentar esconder o imbecil completo que é como presidente.

Não adiantar tentar encontrar justificativas ou imaginar que esse ogro tenha alguma carta na manga, não tem. O falsário já deu e a paciência de todos com seus vômitos públicos, já acabou e faz tempo, como mostrou o Datafolha.

É hora de encarar a realidade de que o jumento caiu no buraco e quebrou o pescoço.

 

*Por Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES

2 COMMENTS

  1. EDNILSON ROCHA CAMPOS Posted on 4 de setembro de 2019 at 18:30

    Sem dúvida, mas quem vai tomar a iniciativa para expulsa-lo do cargo???

    Reply
  2. Pingback: O governo Bolsonaro acabou, a economia se desintegrou e o Brasil travou – Antropofagista | O LADO ESCURO DA LUA
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: