24 de janeiro de 2021
  • 11:43 Janio de Freitas: Impeachment de Bolsonaro ganhou mais exposição agora do que em dois anos
  • 09:59 Coro de impeachment espeta a nuca de Bolsonaro
  • 21:44 Bolsonaro fez as Forças Armadas virarem chacota perante a opinião pública
  • 20:34 Vídeo: “As classes hegemônicas decidiram que Bolsonaro é inconveniente a seus interesses”, diz embaixador Samuel Pinheiro Guimarães
  • 17:53 Aras pede abertura de inquérito para investigar conduta de Pazuello em Manaus

O filho tuiteiro do presidente, mais conhecido com Chucky, deixou explícito que não acredita em mudanças por vias democráticas.

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), em uma sequência de tuítes postados nesta segunda-feira (9), sugeriu uma ruptura democrática para que “a transformação que o Brasil quer” aconteça. Em outras palavras, pregou a ditadura.

Pra o tuiteiro da família Bolsonaro, seu pai vem atuando para desfazer “absurdos” de governos anteriores, mas acredita que a mudança real não virá através da democracia.

https://twitter.com/CarlosBolsonaro/status/1171203207730728960?s=20

No domingo (8), o ex-bolsonarista Alexandre Frota (PSDB-SP) compartilhou uma publicação nas redes sociais em que Carlos Bolsonaro cita Winston Churchill e Ronald Reagan como exemplos de “presidentes militares”. Na mesma publicação, Carlos tomou uma invertida de uma internauta, que o corrigiu dizendo que Churchill nunca foi presidente, mas sim primeiro-ministro do Reino Unido. Frota então ironizou o filho do presidente, dizendo que Carlos “colava na escola”.

“Gente o Analfabeto sou eu mas quem colava na escola era esse carequinha do Carlos . PQP podia dormir sem essa. Bom Domingo”, escreveu o novo tucano sobre o vereador.

 

 

*Com informações da Forum

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: