9 de julho de 2020
  • 20:24 O banimento do gabinete do ódio pelo facebook é quase um impeachment para Bolsonaro
  • 17:21 Bolsonaro chuta o chester: Daniel Silveira perde para o Centrão a vice-liderança do governo
  • 15:08 Assessores de Carlos Bolsonaro têm sigilo quebrado no caso da rachadinha
  • 14:24 Com sua perversidade sádica, Bolsonaro veta oferta de água, produtos de higiene e leitos a indígenas
  • 12:09 Farsa! Lava Jato e 13ª Vara de Curitiba querem “doar” grana para o combate à pandemia

Organização aponta que, nas últimas duas semanas, o número de casos fora da China aumentou 13 vezes e triplicou a quantidade de países afetados pela doença.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia de Covid-19, o coronavírus, nesta quarta-feira (11). A entidade afirma que casos, mortes e números de países atingidos devem aumentar nos próximos dias.

A organização aponta que, nas últimas duas semanas, o número de casos fora da China aumentou 13 vezes e triplicou a quantidade de países afetados pela doença. “Atualmente, existem mais de 118 mil casos em 114 países e 4.291 pessoas perderam a vida”, divulgou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

O representante da OMS acrescenta a “pandemia” não é uma palavra para se usar de forma descuidada e que, se mal utilizada, pode causar medo irracional ou aceitação injustificada de que a “luta acabou”. “Milhares estão lutando por suas vidas em hospitais. Nos próximos dias e semanas, devemos observar que o número de casos de Covid-19, o número de mortes e de países afetados deve aumentar ainda mais”, alertou.

Apesar dos números, Adhanom ressaltou que a situação não é de desespero. “Como eu disse na segunda-feira (9), olhar apenas o número de casos de coronavírus e o de países afetados não conta a história completa”, disse. “Dos 118 mil casos relatados de COVID19 em 114 países, mais de 90% estão em apenas quatro países e dois deles – China e Coreia do Sul – estão com suas epidemias em declínio significativo”, acrescentou.

A OMS pede para que os países encontrem um equilíbrio para garantir acesso à saúde para todos os infectados. “O mandato da OMS é a saúde pública. Mas estamos trabalhando com muitos parceiros em todos os setores para mitigar as consequências sociais e econômicas dessa pandemia”, finalizou.

A pandemia é declarada quando há a propagação mundial de uma nova doença, que afeta um grande número de pessoas e que tenha transmissão sustentada de novos casos nesses locais .

 

 

*Com informações da Rede Brasil Atual

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: