19 de setembro de 2020
  • 19:10 Moro faz demagogia com a morte da juíza Ruth Bader Ginsburg e é espinafrado no twitter
  • 17:50 O Brasil feliz de novo: Hashtag #HaddadLula2022 ganha as redes e surpreende milícias bolsonaristas
  • 16:18 PGR vai investigar Eduardo Pazuello por produção excessiva de cloroquina
  • 15:12 Brasil, de exemplo mundial de combate à fome a motivo de grande preocupação
  • 12:44 Bretas admite que bloqueou contas pessoais de advogados e de escritórios

Bolsonaro agora diz ter usado “nome fantasia” por ser uma pessoa conhecida “para o bem e para o mal”.

Ou seja, se for verdade, o que tudo parece não ser, seria fake.

O problema é que ele só veio com essa lorota hoje quando AGU não entregou à Justiça resultados de seus exames de coronavírus, escancarando que ele testou positivo.

Agora diz que “Talvez tenha pegado e nem senti”

O cara é tão vigarista que, além de não dizer nada com nada para tentar se safar de mais um crime de falsidade ideológica e de ter propositadamente infectado centenas de pessoas, sabendo que estava com coronavírus, agora vem com a desculpa mais criminosa ainda de que falsificou seu nome na hora de fazer o teste.

Bolsonaro zomba das instituições que viraram uma quimera no Brasil, pois do contrário, ele e seus filhos marginais já estariam presos numa penitenciária de segurança máxima.

 

*Da redação

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: