6 de março de 2021
  • 23:17 Cartório oculta dados de Flávio em escritura pública da casa de R$ 6 milhões
  • 22:39 Exemplo a ser seguido: Em vídeos, multidão pede renúncia do presidente do Paraguai por negligência no combate à pandemia
  • 19:02 “Nós é que vamos dizer o que é crime”: o dia em que a Lava Jato cometeu estupro coletivo para manter Lula preso
  • 16:24 Defesa de Lula desiste de habeas corpus e dá um nó tático na estratégia de Fachin
  • 15:47 Uma página lamentável na história do judiciário brasileiro. “Alô, Jungmann, aqui é a Carminha!”

O rio precisa de uma limpeza, uma varredura ampla.

Eduardo Paes e Marcelo Crivella estão se derretendo. O conservadorismo, o fisiologismo, a direita, a TV Globo não terão tempo de fabricar outro candidato.

O PT já havia manifestado apoio à sua candidatura anteriormente. Se o PT renovar esse apoio, com a estrutura partidária e militância que dispõe, e tempo de TV e recursos, será o suficiente. Aliado à sua popularidade já demonstrada nas últimas eleições, mais os apoios dos progressistas, trabalhistas e brizolistas de verdade e de diversas áreas do bem no Rio, sua candidatura sairá na frente.

O Rio é importante demais para continuar na degradação política em que se encontra nos últimos tempos. E o Rio é fundamental para ajudar na sustentação do grande encontro nacional que se dará nas eleições de 2022.

A candidatura da Benedita é a grande salvação pra recuperar dignidade, compromisso e luta política séria e consequente. Com o quadro atual, as possibilidades da candidatura da Benedita ampliam-se sobremaneira. Mas ela poderá enfrentar resquícios ainda residuais de antipetismo martelado nos últimos anos. Ainda existem ovos da serpente espalhados. O que poderá colocar em risco a vitória popular.

Sua candidatura, Freixo, já anteriormente adotada em áreas amplas, nos dá esperanças próximas da certeza da vitória, que não podemos abrir mão nas atuais circunstâncias.

Se o PT retomar o apoio à sua candidatura, Freixo, será o suficiente para abrir caminhos para a vitória. Outros partidos têm outras estratégias diferentes da exposta aqui, objetivos outros, dificilmente marcharão com você no primeiro momento. Não será necessário para você comandar a eleição do Rio neste ano. Virão depois, certamente.

A história faz recair sobre algumas pessoas o desafio de fazer grandes travessias em tempos delicados e cruciais. Você está na esquina da história do Rio nesse momento.

Aceite, Freixo!

*VIVALDO BARBOSA

 

 

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: