1 de dezembro de 2020
  • 09:15 Desembargadora que ofendeu Marielle Franco é eleita para o Órgão Especial do TJ-RJ
  • 19:16 Vídeo: Glauber Braga diz, ‘Eu não estou nada impressionado com as novas tarefas de Moro’
  • 17:49 Confirmado pelo Ministério da Justiça: acordo com procuradores dos EUA para condenar Lula foi ilegal
  • 16:05 Vídeo: Ver a Globo se agarrando nos cabelos do Centrão, não tem preço
  • 15:14 OMS chama atenção do Brasil sobre a Covid-19: “Situação é preocupante”

Informação foi obtida com exclusividade pelo Jornal da Tarde nesta terça (10).

A morte de um voluntário que participava dos testes da vacina Coronavac se deu por causas não relacionadas a vacina e, conforme confirmação do IML, o voluntário de 33 anos tirou a própria vida. A informação foi obtida com exclusividade pelo Jornal da Tarde e divulgada nesta terça (10), na TV Cultura.

“O que os médicos não podem dizer em nome da ética medica mas nós, jornalistas, devemos dizer em nome do interesse público e do combate às informações falsas é o seguinte: o evento adverso, que como explicado na coletiva de imprensa [do Instituto Butantan], é uma forma da literatura médica se referir a acontecimentos não relacionados ao que está em testes, não tem necessariamente relação com a vacina, diz respeito a um voluntário que tirou a própria vida”, afirmou o âncora Aldo Quiroga.

A morte de um voluntário que participava dos testes da vacina Coronavac se deu por causas não relacionadas a vacina. A informação foi obtida com exclusividade pelo Jornal da Tarde e divulgada nesta terça (10), na TV Cultura.

“O que os médicos não podem dizer em nome da ética medica mas nós, jornalistas, devemos dizer em nome do interesse público e do combate às informações falsas é o seguinte: o evento adverso, que como explicado na coletiva de imprensa [do Instituto Butantan], é uma forma da literatura médica se referir a acontecimentos não relacionados ao que está em testes, não tem necessariamente relação com a vacina, diz respeito a um voluntário que tirou a própria vida”, afirmou o âncora Aldo Quiroga.

A previsão é de que o laudo do IML que confirma a causa da morte seja divulgado às 17h desta terça.

Na noite desta segunda (9), a Anvisa anunciou a suspensão dos testes da vacina contra a Covid-19 produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac Biotech. No mesmo dia, o governo de São Paulo havia anunciado a chegada de milhares de doses do imunizante no próximo dia 20.

Em coletiva de imprensa na manhã desta terça, o Instituto Butantan reforçou que a vacina é segura e que o óbito não está ligado ao imunizante. “Nós estamos tratando aqui de um evento adverso grave que não tem relação com a vacina. Essa informação está disponível à Anvisa desde o dia 6, quando foi notificado o evento adverso grave”, afirmou Dimas Covas, diretor do órgão.

 

*Com informações do Uol

Siga-nos no Whastapp: https://chat.whatsapp.com/FDoG2xe9I48B3msJOYudM8

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68
Agradecemos imensamente a sua contribuição

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. afonso Schroeder Posted on 10 de novembro de 2020 at 16:55

    Brasileiros veem a interferência irresponsável do “Bozó” politiqueiro, bandido, perseguidor das ESQUERDAS colocando na (Anvisa) seus cabo ideológico como ministro da saúde colocou Pazuello que obedece como uma criança as ordens do amo (Bozó). Aguarde a lei do retorno Bozó.

    Reply
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: