23 de janeiro de 2021
  • 11:07 Ministros do STF defendem responsabilização criminal de Pazuello
  • 10:26 Três vigaristas e um destino: queda e cana
  • 09:46 Indígenas denunciam Bolsonaro ao Tribunal de Haia por crimes ambientais
  • 22:32 Em setembro, Pfizer pediu agilidade ao governo na compra de vacinas e Bolsonaro ignorou
  • 19:25 Flávio Bolsonaro é flagrado em encontro com Wassef a 3 dias do julgamento das rachadinhas

Bolsonaro, político clássico do baixo clero, fez de seu governo o que sempre fez para se reeleger zilhões de vezes. Corporativismo direto na veia de militares, policiais e milicianos.

Montou um governo com esse material humano fiel a ele.

Resultado: Zona, bagunça, esculhambação, baderna e total incapacidade de um governo até mesmo de comprar agulha e seringa.

Esta é a virtude da raça.

Uma troça fardada que, na pandemia, faz do Brasil e da vida dos brasileiros um inferno.

E como Bolsonaro vai resolver isso?

Ora, com deboche de toda ordem para tentar, inutilmente, carregar no discurso da negação e esconder o que, agora, todos sabem, seu governo não existe, é um amontoado choco que já fede de longe.

Não foi sem motivos que criou a farsa burlesca da facada. Ele sabia que, durante a campanha, se fosse aos debates, Haddad o engoliria com casca e tudo, claro, pela qualidade de Haddad, mas sobretudo pela incapacidade de Bolsonaro de responder qualquer pergunta, porque sempre foi um nulo, tolo, palerma, burro.

E não me venham dizer que essa figura estúpida sabe o que está fazendo. Até para quem age por instinto como animal selvagem, o inepto é um parvo que tem um cérebro muito aquém do cérebro de uma galinha.

O presente clima internacional que o Brasil amarga, com hostilidades sutis ou escancaradas, com tudo para piorar com a chegada de Biden ao governo dos EUA, não é nada a mais que fruto da capacidade de um imbecil completo de produzir discrepâncias a granel junto com um idiota clássico como Ernesto Araújo.

Por isso, o processo de deterioração do governo Bolsonaro é galopante e irreversível, mesmo que a ala que toca o projeto neoliberal para que os bancos escorem o governo da besta seja absolutamente fiel à banca.

Não há sistema financeiro possível, por mais inescrupuloso que seja, que consiga segurar no comando de um país do porte do Brasil um ignorante de pai e mãe como Bolsonaro.

Bolsonaro é isso mesmo, não adianta tentar enxergar nele um estrategista que ele nunca foi. O energúmeno sempre foi isso, um medíocre, vigarista de troco miúdo, coisa comum no baixo clero, que fez vidinha jogando o mesmo jogo que joga na lógica do corporativismo irresponsável e insano, agora, no comando do país.

Não poderia dar outra coisa que não fosse essa merda que deu.

*Carlos Henrique Machado Freitas

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/H61txRpTVWc7W7yyCu0frt

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68 – PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: