11 de novembro de 2021
  • 15:28 Neoliberalismo: Enquanto grande parcela do povo passa fome, bancos lucram como nunca
  • 11:46 Pesquisa Vox Populi: Lula lidera em todos os cenários
  • 09:48 PoderData: Bolsonaro é ruim ou péssimo para um terço dos que votaram nele
  • 09:13 Bolsonaro é novamente denunciado no Tribunal Penal Internacional, por extermínio
  • 08:15 A burguesia vai à luta

Nesta quinta-feira, o editorial do Globo, “Para Bolsonaro, o Brasil está abaixo de tudo”, está perfeito, mas você pode, sem medo de errar a mão, trocar o nome o nome de Bolsonaro pelo nome dos Marinho que tudo ficará perfeitamente casado.

É o próprio editorial do Globo que dá o caminho das pedras, mostrando que o neoliberalismo é o principal sócio de Bolsonaro nessa tragédia. Não fosse por ele jamais Bolsonaro chegaria ao poder. E o editorial traça o caminho que fez Bolsonaro chegar ao poder com a promessa de desmontar o país em nome do mercado, de fazer o que sempre fez quando esteve no poder com Collor, FHC e Temer, produzir tragédias econômicas no Brasil. O que, para os Marinho é motivo de jubilo.

Na verdade, o Grupo Globo, quando apostou todas as fichas em Bolsonaro, queria mais do que ele fez até aqui. Essa era sua promessa quando apresentou Guedes como Posto Ipiranga.

E pelo editorial de hoje, as 250 mil vidas ceifadas pela covid, não estão em primeiro plano, mas a hesitação de Bolsonaro de usar um machado neoliberal de cabo curto para esquartejar o país e distribuir seus pedaços aos abutres que frequentam a sala de jantar dos Marinho.

Podem dar a volta que quiserem, um sujeito como Marcelo Mesquita, “conselheiro da Petrobras”, convocado pela GloboNews para espinafrar Bolsonaro pela troca de comando da estatal, mostra que essa gente é barra pesada, que não tem uma suposta linguagem característica de um tecnocrata do mercado, mas sim de um lobista de quinta que não guarda no linguajar qualquer diferença com um miliciano e afins.

Sim, porque Bolsonaro não chegaria ao poder se não fosse através de uma escumalha em que, entre outros atores, estão os barões da mídia e o baronato da especulação Paraguaçu que não se importam em entregar o patrimônio do povo a grupos estrangeiros, contanto que levem alguma vantagenzinha no negócio.

Por isso o Brasil chegou a esse grau de tragédia que assola o país e assombra a imensa maior parte do povo brasileiro.

Que jamais esqueçamos, Bolsonaro não está sozinho nessa empreitada, ele tem seus sócios poderosos nesse genocídio.

*Carlos Henrique Machado Freitas

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/H61txRpTVWc7W7yyCu0frt

Siga-nos no Telegram: https://t.me/joinchat/IMjlP7niNwYSId8X

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: