14 de maio de 2021
  • 19:06 Lewandowski concede a Pazuello o direito de ficar calado na CPI da Covid
  • 18:19 Áudios inéditos de entrevista a VEJA mostram contradições de Wajngarten
  • 16:32 Gabinete do ódio prova que fake news mata
  • 15:34 CPI da Covid já vê crimes de Bolsonaro na condução da pandemia e pode pedir seu indiciamento
  • 14:05 A CPI está provando que a vida dos brasileiros na era Bolsonaro, não vale nada

O ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, soltou ontem o velho ditado, “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”, escondido.

Não é preciso dizer que todos conhecem uma penca de bolsonaristas que defendem as falas, mas na prática, não reproduzem o ramerrão negacionista. Usam máscaras, isolam-se em casa, muitos já vacinaram, mas continuam posando de negacionistas em apoio político a um governo responsável pelo título de pior condução do combate à covid-19, segundo ranking da Bloomberg.

Lógico que é extremamente constrangedor ver o ministro da Casa Civil dizer que tomou a vacina escondido, sem dizer escondido de quem, mas em seguida, depois de justificar que quer viver por motivos absolutamente nobres, disse que tenta convencer Bolsonaro a se vacinar para que o vírus não o pegue novamente, desta vez de forma fatal.

O nome disso é hipocrisia política, é um negacionismo mandrake, da boca pra fora que não se sabe se é um ato mais ou menos responsável, já que a submissão ao chefe do executivo, neste caso, é explícita, mas não deixa de ser emblemática a falsa politização que faz o governo Bolsonaro como um todo, porque, na prática, como na música de Gonzaguinha, o general Luiz Eduardo Ramos disse: “Eu fico com a pureza da resposta das crianças, é a vida, é bonita e é bonita”.

*Carlos Henrique Machado Freitas

Antropofagista interação – Siga-nos no Watsapp: https://chat.whatsapp.com/C3vFPKeGR4JGwnGrwc6O5F

Siga-nos no Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/H61txRpTVWc7W7yyCu0frt

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica: Agência 0197
Operação: 013
Poupança: 56322-0
Arlinda Celeste Alves da Silveira
CPF: 450.139.937-68

PIX: 45013993768
Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Pingback: Negacionista, pero no mucho – Antropofagista | THE DARK SIDE OF THE MOON...
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: