9 de janeiro de 2022
  • 21:41 Presidente da Anvisa reage a críticas de Bolsonaro e quer retratação
  • 20:50 Vídeo: Allan dos Santos, foragido da Justiça brasileira, aparece em evento conservador em Orlando
  • 16:51 Quando as diferenças aparecem
  • 14:50 Vídeo: Paredão de cânion em Capitólio (MG) desmorona sobre lanchas; 1 morte confirmada e 15 feridos com gravidade
  • 12:56 Sindicalista: “Governo só beneficia servidores pró-Bolsonaro”

O líder da Oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse que enviará um representação ao TCU (Tribunal de Contas da União) para que o presidente Jair Bolsonaro (PL) devolva o dinheiro que está gastando em suas férias. A intenção é que o valor seja destinado às vítimas das chuvas na Bahia, informa o Uol.

Até a tarde de hoje, 24 pessoas haviam morrido e outras 434 ficaram feridas em decorrência das chuvas no Estado. De acordo com a Defesa Civil da Bahia, dos 141 municípios afetados pelos temporais, 132 se encontram em situação de emergência.

Além disso, o balanço mostrou que a tragédia afetou 629.398 pessoas. Dessas, 53.934 precisaram deixar suas casas e outras 37.324 ficaram completamente desabrigadas.

Enquanto isso, o presidente passa férias em São Francisco do Sul, em Santa Catarina. Bolsonaro já declarou que não pretende abandonar seu período de descanso. A previsão é que ele retorne a Brasília na semana que vem.

No Sul, ele andou de moto aquática, cumprimentou apoiadores, visitou o deputado federal Coronel Armando (PSL-SC) – logo depois diagnosticado com covid-19 – e saiu para pescar. Enquanto isso, tem delegado a seus ministros a responsabilidade pelas contenções dos danos na Bahia.

Ministro será convocado

De acordo com o senador Randolfe Rodrigues, o ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França será convocado para dar explicações no Senado. O anúncio veio após o Brasil recusar ajuda humanitária da Argentina à Bahia.

Convocaremos o Ministro das Relações Exteriores para dar explicações à comissão representativa no Senado e representaremos ao TCU para que o Presidente devolva ao erário o dinheiro que está utilizando em suas “férias” e que esse dinheiro seja destinado às vítimas na Bahia. (Randolfe Rodrigues)

O país vizinho ofereceu envio de profissionais especializados nas áreas de saneamento, logística e apoio psicossocial para vítimas de desastres. Em documento oficial, o governo brasileiro agradeceu o apoio e justificou a dispensa afirmando que a situação na Bahia “está sendo enfrentada com a mobilização interna de todos os recursos financeiros e de pessoal necessários”.

O Ministério das Relações Exteriores disse ainda que “na hipótese de agravamento da situação, requerendo-se necessidades suplementares de assistência, o governo brasileiro poderá vir a aceitar a oferta argentina de apoio da Comissão dos Capacetes Brancos, cujos trabalhos são amplamente reconhecidos”.

Caros Leitores, precisamos de um pouco mais de sua atenção

Nossos apoiadores estão sendo fundamentais para seguirmos nosso trabalho. Leitores, na medida de suas possibilidades, têm contribuído de forma decisiva para isso. Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica

Agência: 0197
Operação: 1288
Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: