9 de agosto de 2022
  • 22:48 Lula entusiasma Fiesp com propostas para reindustrialização
  • 18:57 Apoie o Antropofagista. Com um Pix de qualquer valor, você ajuda muito
  • 18:05 Janja responde Michelle Bolsonaro após primeira-dama atacar Lula e religiões de matriz africana
  • 17:05 Vídeo: Twitter corta conta de Michelle Bolsonaro por racismo e intolerância com religiões de matriz africana
  • 15:41 Michelle Bolsonaro, a pudica do pau oco

Imagens de câmera de segurança obtidas pelo UOL mostram o momento em que o agente penitenciário Jorge José da Rocha Guaranho invade a festa de aniversário do guarda municipal Marcelo Arruda e atira contra ele. O caso aconteceu na noite de sábado (9), em Foz do Iguaçu (PR).

O início do vídeo mostra Arruda de pé, caminhando com dificuldade, mancando, pelo salão. Segundos depois, ele cai no chão e se abriga atrás de uma mesa. Segundo uma testemunha ouvida pelo UOL, nessa altura Arruda já tinha sido atingido por um primeiro disparo de Guaranho.

Em seguida, o agente penitenciário surge correndo, com arma em punho, e mira em direção ao aniversariante.

Então, a esposa de Arruda, que é membro da Polícia Civil, tenta conter o atirador, que se desequilibra e cai no chão. No vídeo, é possível ver um sinal luminoso de um disparo saindo da arma de Guaranho em direção a Arruda.

O bolsonarista se levanta e sai correndo, ainda armado — segundo o boletim de ocorrência, a arma dele ainda tinha onze munições intactas. Arruda atira contra o Guaranho, que é baleado e cai no chão, mas segue se movendo.

Assim que os disparos cessam, um homem não identificado aparece e dá chutes no rosto do bolsonarista, que para de se mover. Outras pessoas também surgem no salão.

Marcelo Arruda morreu em razão dos disparos. Já Guaranho está internado em estado estável, segundo novas informações da Polícia Civil do Paraná na tarde deste domingo — inicialmente, a corporação havia dito que o atirador também havia morrido, mas depois se corrigiu.

A Secretaria da Segurança Pública do Paraná informa que a Polícia Civil está investigando a morte do guarda municipal Marcelo Aloizio de Arruda. Ele e o policial penal federal Jorge Jose da Rocha Guaranho se desentenderam durante a festa de aniversário de Arruda. Os dois acabaram baleados, Guaranho segue internado em estado grave. Imagens estão sendo analisadas e testemunhas sendo ouvidas. A Polícia Científica está atuando no procedimento pericial que auxiliará para que os fatos sejam esclarecidos e o Inquérito Policial relatado e encaminhado à Justiça” (Polícia Civil do Paraná, em nova nota à imprensa).

*Com Uol

Agradecemos aos que formam essa comunidade e convidamos todos que possam a fortalecer essa corrente progressista. Seu apoio é fundamental nesse momento crítico que o país atravessa para continuarmos nossa labuta diária para trazer informação de qualidade e independência.

Apoie o Antropofagista com qualquer valor acima de R$ 1,00

Caixa Econômica Agência: 0197

Operação: 1288

Poupança: 772850953-6

PIX: 45013993768 – CPF

Agradecemos imensamente a sua contribuição

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: