14 de julho de 2020
  • 22:41 Vídeo: O banho de sol do Queiroz que custou uma cadeira no STF
  • 19:41 Mutreta de Guedes: Glauber Braga quer detalhes da carteira de crédito de R$ 2,9 bilhões do BB para o Banco Pactual
  • 18:00 “Nem o pior ministro da Saúde fez o que Exército está fazendo, desmontando a engrenagem do SUS”
  • 15:57 Cúpula militar se manifesta contra as verdades ditas por Gilmar Mendes
  • 14:41 Não é hora de perdoar a Globo

Ex-ministro e candidato à presidência pelo PDT questiona a capacidade de raciocínio abstrato do presidente: “É quase um burro”.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Ciro Gomes (PDT), ex-ministro e ex-candidato à presidência da República em 2018, voltou a fazer duras críticas a Jair Bolsonaro: “Para a gente entender o Bolsonaro, a gente tem que entender a psicologia de um homem quase doente”, começou Ciro.

“O Bolsonaro tem ódio ao estamento militar, paixão, mas ele foi expulso dali. Ele quebrou a hierarquia, falou contra seus superiores e está estabelecendo uma espécie de vindita. Por que o Bolsonaro tem esse ódio anti-intelectual? É porque ele é curto. A capacidade de raciocínio abstrato dele, ele é quase um burro, quase um jumento, um cara imbecil mesmo. E aí, ele tem ódio dos letrados, tem horror a isso”, afirmou.

Ciro levanta um questionamento: “Por que o Bolsonaro quer transformar a Baía de Angra dos Reis numa nova Cancún? Porque ele foi multado, pescando ilegalmente lá. Ele tem horror à questão ambiental”.

E finaliza dizendo: “E essa coisa do gay, piada com o tamanho do pênis dos orientais, ele não tira isso da cabeça. Isso tudo é um problema de armário”.

 

 

 

 

*Com informações do A Postagem

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: