27 de fevereiro de 2021
  • 21:32 Já ministro, Moro consultou Lava Jato sobre acordos internacionais
  • 20:28 MP junto ao TCU pede suspensão de compra da Covaxin pelo Ministério da Saúde
  • 18:34 Vaza áudio de Arthur Lira: “Não vou negociar mais com o PT”
  • 17:07 Investigação revela terras protegidas da Amazônia à venda no Facebook
  • 15:19 Argentina e México consolidam aliança e tentam ocupar espaço de liderança deixado pelo Brasil

Ação dos bolsonaristas de Curitiba faz parte da política de violência difundida por Jair Bolsonaro e seu ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Um ato violento e arbitrário marcou a manifestação pró-Bolsonaro, neste domingo (26), em Curitiba, Paraná. Apoiadores do governo de extrema direita arrancaram uma faixa em defesa da educação, que estava exposta na fachada da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

A denúncia foi efetuada pelo reitor da instituição, Ricardo Fonseca. “Neste exato momento manifestantes retiraram, com muitos aplausos, uma faixa no Prédio Histórico da UFPR em que estava escrito: ‘Em defesa da educação’. Inacreditável”, disse Fonseca, via Twitter.

A ação dos bolsonaristas de Curitiba faz parte da política de violência difundida por Jair Bolsonaro e seu ministro da Educação, Abraham Weintraub.

 

 

 

 

 

*Com informações da Forum

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: