16 de julho de 2020
  • 19:52 Entenda o relatório que acusa os EUA de cooperação ilegal na Lava Jato
  • 18:21 Em vídeo, Felipe Neto diz para o NYT que Bolsonaro é o pior presidente do mundo no combate à Covid-19
  • 15:58 Gilmar pôs um pedregulho no coturno dos militares e ficou mais cara a relação incestuosa entre Forças Armadas e governo
  • 14:55 Queiroz usou apartamento de ex-mulher de Wassef em SP, apontam mensagens obtidas pelo MP
  • 14:20 Bolsonaro, o verdadeiro ministro da Saúde, manda Pazuello se desculpar com Gilmar Mendes, relator do caso de Flávio

“Tiraram um profissional e colocaram um cara que era figurante da novela Roque Santeiro, não tem formação em nada, não é formado em cinema, nunca fez absolutamente nada, nunca dirigiu absolutamente nada, não sabe o que é cinema, não sabe o que é televisão e assumiu esse cargo. Pode um negócio desse?”, afirma Frota.

O deputado federal Alexandre Frota (PSL) reagiu com ironia à nomeação de Edilásio Barra, conhecido como Tutuca, para o lugar do jornalista Pedro Henrique Peixoto, autor da biografia “Identidade Frota: a estrela e a escuridão”, para a secretaria do Audiovisual da Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania do governo Jair Bolsonaro (PSL).

Em áudio que circulou em redes de WhatsApp, Frota afirma indignado que foi buscar Pedro Peixoto na Fox, descreve a sua formação e diz, sem citar o nome, que Edilásio Barra “é primo do Eder Mauro (deputado pelo PSL do Pará). E o Onyx (Lorenzoni) tinha uma dívida com o Eder Mauro pra colocar um sobrinho dele em alguma coisa”.

Veja a descrição:

“Você acredita nisso? Exoneraram o Pedro Peixoto, que eu fui buscar na Fox, do Rio de Janeiro, um cara formado em cinema em Nova Iorque, com 50 programas de televisão nas costas, criador do Pânico, um dos diretores principais do Vídeo Show, trabalhou anos na TV Globo, na Record, na Rede TV, na Bandeirantes, um cara com um currículo invejável. Assumiu o audiovisual, foi sabatinado e aprovado por unanimidade, e agora o Osmar Terra (ministro da Cidadania), junto com o Henrique, tiram esse cara, a pedido do Bolsonaro e do deputado Eder Mauro, porque esse cara é primo do Eder Mauro, e o Onyx tinha uma dívida com o Eder Mauro pra colocar um sobrinho dele em alguma coisa. Tiraram um profissional e colocaram um cara que era figurante da novela Roque Santeiro, não tem formação em nada, não é formado em cinema, nunca fez absolutamente nada, nunca dirigiu absolutamente nada, não sabe o que é cinema, não sabe o que é televisão e assumiu esse cargo. Pode um negócio desse?”

Frota se manifestou também em sua conta do Facebook. Em postagem, na noite desta sexta-feira, o deputado e ex-ator escreveu: “O cinema no Brasil está entregue ao Tutuca. Pastor, Figurante de TV e colunista de porra nenhuma.”

 

 

 

 

 

 

*Com informações da Forum

 

 

Celeste Silveira

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: