17 de abril de 2021
  • 19:28 Não há inocentes na condenação de Lula
  • 17:23 Renan Calheiros acusa governo Bolsonaro de tentar trocar ministros do TCU para driblar problemas com Orçamento
  • 15:13 O reaparecimento da doença antipetista do Estadão mostra que a mídia brasileira não tem cura
  • 11:54 GloboNews, o cúmulo do neocolonialismo, transmite ao vivo o funeral do príncipe Philip
  • 11:12 Delegado superintende da PF do Amazonas que acusou Ricardo Salles é convidado a depor na Câmara

Ninguém mais duvida que Bolsonaro come cocô. Aliás, o foiceiro foi expulso do exército por ser psicopata e mentiroso . Lógico que Bolsonaro se aproveita da ignorância que rola na redes sociais para pescar filiação a seu governo.

Afinal, Olavão, o astrólogo da terra plana, fez uma numerosa seita de fieis de miolo mole com o que existe de mais primitivo na linguagem jocosa.

Então, Bolsonaro tentou harmonizar com essa manada de zumbis olavistas, oferecendo atitudes toscas e falas imbecis para agradar idiotas, demonstrando que, no Brasil, há lugar para o primitivismo cultural com diversidade variada.

E é com esse homem da idade da pedra lascada que Bolsonaro tenta sua sobrevivência política.

Diante de um governo oco e cada vez mais desacreditado, Bolsonaro usa uma roupagem de semibárbaro para produzir relíquias de estupidez num vulto em meio a uma larga faixa da classe média que é tão primitiva quanto seu mito.

 

*Por Carlos Henrique Machado Freitas

Celeste Silveira

Produtora cultural, parecerista de projetos culturais em âmbito nacional

RELATED ARTICLES

1 COMMENTS

  1. Pingback: Faça como Bozo, coma cocô dia sim, dia não para acabar com a poluição  – Brasdangola Blogue
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: