18 de setembro de 2021
  • 14:13 ‘Gabinete paralelo’ tinha ligação com Prevent Senior, diz documento
  • 12:11 Governo Bolsonaro é criticado pela ONU por esvaziar proposta contra vigilância ilegal
  • 10:15 Ana Paula do Vôlei, a bela bruxa da maçã envenenada
  • 09:12 Fachin cobra de Aras nova manifestação sobre denúncia contra Arthur Lira
  • 21:13 Técnicos do Ministério da Saúde ameaçam renúncia coletiva se Bolsonaro não recuar na vacinação de adolescentes

O petista Demétrio Vilagra, que assumiu a prefeitura de Campinas após o afastamento do ex-prefeito Dr. Hélio, em 2011, e cassado pela Câmara no mesmo ano, foi agora absolvido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Vilagra ficou na prefeitura entre entre 23 de agosto e 21 de dezembro de 2011. A absolvição foi nesta quinta-feira, dia 5.

Vilagra foi cassado por quebra de decoro, acusado de estar envolvido no mesmo esquema de corrupção do ex-prefeito Dr. Hélio. O relatório feito pelos vereadores acusou Vilagra de saber das ações de desvio público na empresa municipal de saneamento e de não fazer nada para impedir as irregularidades. Na época, Vilagra chegou a ser preso e teve seus bens bloqueados até hoje.

O presidente da comissão processante (CP) que cassou Demétrio é o atual deputado estadual Rafa Zimbaldi (PSB). A Comissão Processante tinha também Zé do Gelo (PV), relator do processo e Sebá Torres (PSB). A Câmara Municipal de Campinas cassou o mandato de Demétrio Vilagra por 29 votos a favor e quatro contra.

 

*Com informações da Carta Campinas

Celeste Silveira

Produtora cultural

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT

Comente

%d blogueiros gostam disto: